domingo, 17 de março de 2019

JUÍZO MOÇADA !


É preciso ficar atento para não ser usado. Nada mais triste, de mais cedo ou mais tarde, chegar a essa conclusão.

O Jornal "O Estado de São Paulo", cujo posicionamento merece ser visto com certa desconfiança, como os de todos chamados "jornalões", alerta para uma realidade que vem acontecendo desde o período pré-eleitoral.  O linchamento virtual.

Nas eleições, a atuação do grupo bolsonarista na internet foi um sucesso em termos de resultado. Detetaram o momento nacional e a estratégia empregada foi avassaladora. Deixou a esquerda perplexa e atônita.

Governar e promover as mudanças tão necessárias e esperadas pelo eleitorado, é outra história.

O Jornal fala com conhecimento, do funcionamento da "rede bolsonarista jacobina", no linchamento virtual de adversários e até de aliados.

Jacobinos, como referência ao movimento surgido na Revolução Francesa, em 1789, que defendia o extermínio da aristocracia e se tornou conhecido por impor o terror no país.

Rede de Intrigas:

Núcleo Central : Jair Bolsonaro, Olavo de Carvalho

Estrategistas: Carlos Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro e Filipe G. Martins

Influenciadores : 28 sites e youtubers, entre eles, Terça Livre, Conexão Política, República de Curitiba, etc.

Propagadores: Citados 19, entre políticos e ativistas.

Compartilhadores: Milhares ou milhões. 

Claro, que o Brasil escapou das garras do PT e aliados e isso foi bom. Mas sermos usados para esfacelar o mínimo de respeito ainda existente é inadmissível, mesmo porque, parte desse pessoal no poder, tem muito para explicar.

Como atacam até aqueles que estão próximos e pensam diferente deles, a preocupação maior passa a ser o Ministros sustentadores do governo se encherem e, sem perspectivas, caírem fora, por exemplo, Guedes, Moro e Heleno. Aí...Cest Fini.

Buscamos o avanço e não retrocesso.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: