segunda-feira, 25 de março de 2019

FALOU E DISSE


Escreveu Carlos Alberto Di Franco, no "Estadão" 

"...Nós jornalistas, temos um papel importante. Devemos dar a notícia com toda a clareza. Precisamos fugir do jornalismo declaratório. Nossa missão é confrontar a declaração do governante com a realidade dos fatos. Não se pode permitir que as assessorias de comunicação dos políticos definam o que deve ou não ser coberto. O jornalismo de registro, pobre, simplificador, repercute o Brasil oficial, mas oculta a verdadeira dimensão do País real. Precisamos fugir do espetáculo e fazer a opção pela informação. Sá assim, com equilíbrio e didatismo, conseguiremos separar a notícia do lixo declaratório. 
Transparência nos negócios públicos, ética, boa gestão e competência são as principais demandas da sociedade. Memória e voto consciente compõem a melhor receita para satisfazê-las.
Devemos bater forte na porno-política. Ela está na raiz da espiral de violência que sequestra a esperança dos jovens e ameaça a nossa democracia. 
Jornalismo é a busca do essencial, sem adereços, qualificativos ou adornos. O jornalismo transformador é substantivo. Sua força não está na militância ideológica ou partidária, mas no vigor persuasivo da verdade factual e na integridade da sua opinião.
Façamos reportagem. Informação é arma da cidadania. "

Carlos Alberto Di Franco

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: