domingo, 10 de fevereiro de 2019

OUTROS TEMPOS


Tive a honra de ter um bom relacionamento com o Dr. Eduardo Azeredo. Teve a gentileza de me atender algumas vezes como Governador do Estado e muitas outras no seu Gabinete do Senado. Quase todas foram visitas de cortesia e pedidos para tentar que acontecesse alguma coisa não interessante para a terrinha.

O tempo e a experiência de vida nos proporciona uma certa capacidade de conhecer as pessoas. Sempre achei o Dr. Eduardo, sério e correto. Continuo achando. Em outros tempos, conforme apurado pela justiça, de uma forma ou de outra, esteve bem próximo da autorização de recursos públicos para campanhas eleitorais. Está pagando um preço altíssimo.

Não usou recursos em benefício pessoal. Não acumulou riquezas e trabalhava até ter sido condenado e preso.

É a vida...

Viver é Perigoso

5 comentários:

Marcelo disse...

Meu avô foi deputado junto com o pai dele, Renato Azeredo.

Edson Riera disse...

Marcelo,

Dr. Renato foi deputado estadual e federal. Homem destacado e de bem;

Zelador

Anônimo disse...

Zelador,
Na sua opinião o Azeredo é inocente?
Qual é o limite entre o certo e do errado? O desvio de recursos para benefício pessoal ou partidário são tão diferentes assim? A vantagem partidária não leva a uma vantagem pessoal?
Colega de 87

Edson Riera disse...

Colega de 87 -

Creio que o Dr. Eduardo é um homem honesto. Nunca soube que ele tenha desviado recursos públicos para si. Tão pouco tenha recebido benefícios de empreiteiras para reforma de algum imóvel ou recebido apartamento de presente.

Pelo que sei, foi injetado dinheiro desviado de eventos patrocinados por empresas do governo, para sua campanha para governador, na qual, inclusive, foi derrotado.

Claro que nesse aspecto é culpado.

Zelador

Edson Riera disse...

Colega de 87 -

Creio que o Dr. Eduardo é um homem honesto. Nunca soube que ele tenha desviado recursos públicos para si. Tão pouco tenha recebido benefícios de empreiteiras para reforma de algum imóvel ou recebido apartamento de presente.

Pelo que sei, foi injetado dinheiro desviado de eventos patrocinados por empresas do governo, para sua campanha para governador, na qual, inclusive, foi derrotado.

Claro que nesse aspecto é culpado.

Zelador