sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

JORNAL CIDADE DE ITAJUBÁ - 22 DE NOVEMBRO DE 1911

Dr. Antonio Maximiano Xavier Lisboa
"Uma nova fase feliz e de amparo `pobreza sofredora, acaba de ser aberta entre nós. Mão fortes de caridade, corações aninhados de puros sentimentos, almas generosas, eis o baluarte erguido à custa dos mais santos sacrifícios à crueldade do destino, à avareza da sorte !

A consciência em Itajubá se abalou pelos deveres de humanidade; o pranto ecoou dolorido, copioso, em todos os corações; a fé cristã exultou do cimento sagrado da Evangelho, que liga o homem a Deus pela pratica ampla, incondicional da caridade, e um raio de divinal luz iluminou a miséria, o martírio em vida de tantos humanos, no meio da negridão, do orgulho, do egoísmo, da opulência ! Aura santa que se ergueu num arrebol de piedade.

Itajubá já possui uma Santa Casa de Misericórdia. De longa data, de um passado remoto, todos os habitantes desta terra cogitavam de uma tão útil instituição. Os projetos se levantavam de todo os lados, os planos se delineavam, porém a obra perecia na delonga de seus promotores. 
Quantos donativos, quantas verbas testamentárias por aí atestam esta verdade, que também diz eloquente dos sentimentos piedosos de nossos conterrâneos.

Dona Amélia Braga ofertou um relógio, Dona Ana Maria Lima, uma cômoda. Outras muitas doações foram feitas. De cadeiras, mesas, louças, roupas de cama e até vassouras e baldes.

O fazendeiro espanhol, Manoel Maria Alvarez, deixou no testamento uma doação de cinco contos de reis.

O Dr. Antonio Maximiano Xavier Lisboa, o primeiro médico da Santa Casa, e que nunca aceitou remuneração alguma pelos relevantes serviços que prestou."

Blog: Foi na emissora de rádio de um descendente do extraordinário Dr. Xavier Lisboa que o Prefeito Municipal Rodrigo Riera, tentou justificar o corte do pagamento mensal de R$ 160.000,00 que era feito pela PMI (com recursos do povo), que inevitavelmente, levou ao fechamento do Pronto-Socorro da nossa Santa Casa.  Sem questionamento algum e até quase sob aplausos. É a vida...  

Viver é Perigoso

5 comentários:

Anônimo disse...

Edson,

"Estatística é igual a biquíni, mostra quase tudo, mas oculta o mais importante!" Essa frase não é minha, mas ilustra bem o fato. Analisar gráficos coloridos em um computador com ar condicionado e cafezinho é muito fácil, o desafio é considerar esses números depois de 6, 7 , 8 ou mais horas de espera angustiante, com dores e com muito desconforto, ante ao olhar indiferente daqueles que juraram ou prometeram um dia cuidar de você e para isso são pagos e muito bem pagos, com um dinheiro ganho de maneira sofrida pelo povo e tão mal tratado e desperdiçado pelos péssimos políticos que não nos representam.
Nunca fomos tão mal representados!

Luciano

Anônimo disse...

Vou discordar do "e a vida" desse post. Não é! É a política ruim. Atrasada. Do coronelismo antigo que um dia pensamos ter superado.A notícia ou dada ou justificada à uma rádio de um descendente do Dr. Xavier Lisboa, lamentavelmente soa como surreal.

Edson Riera disse...

Luciano -

Assisti a esse espetáculo de terror, recentemente, por duas vezes. Um descaso. É tão grave, deixar uma pessoa sofrendo horas e horas na espera (no caso foi idosos) que a punição terrena é pouca. Vão se acertar é lá em cima. Todos, inclusive os responsáveis.
Assim imagino.

Edson

Edson Riera disse...

Surreal -

Estamos lascados. Pessoal totalmente despido de visão social.

Zelador

Anônimo disse...

Ou lá embaixo, o que penso ser mais apropriado.