domingo, 3 de fevereiro de 2019

ÊPA !


Deu no Estadão de hoje:

O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) vai propor novos limites de valor para apresentações culturais dentro da Lei Rouanet. No levantamento que seu gabinete fez, achou, por exemplo, autorização de captação em R$ 7,5 milhões para 14 apresentações de Michel Teló.

O cantor foi contratado para se apresentar nos festejos de aniversário de Itajubá. Segundo informações o cachê  será pago por empresas. Se o show está enquadrado na Lei Rouanet é outra questão.

Se estiver...está dentro da Lei. Lembrando apenas que as captações feitas com o amparo da Lei Rouanet proporcionam ao mecenas (pagador) isenção de parte do Imposto de Renda.

É a vida...

Viver é Perigoso

Um comentário:

a verdade está lá fora disse...

A Lei Ruanet está matando o cinema nacional. Vejam o caso das barragens. Será que um cineasta vai conseguir verbas para fazer um filme que culpe a Vale? Os grandes grupos que são sócios da Vale são responsáveis por mais de 50% dos valores liberados pela lei Ruanet.
Querem salvar o cinema nacional acabem com a lei Ruanet. Como é proibido às empresas financiarem os políticos para evitar corrupção o mesmo deve valer para o cinema, TV e teatro.