domingo, 13 de janeiro de 2019

TRANSPARÊNCIA MÍNIMA NO SISTEMA S


O Caderno B1 - Economia e Negócios, do jornal "O Estado de São Paulo, de hoje, 13 de janeiro, traz uma reportagem especial sobre aquela que vem sendo chamada de "A caixa preta do sistema S".

O jornal teve acesso ao Relatório preliminar (166 páginas) do Tribunal de Contas da União, que apontou novas inconsistências nas contas de instituições que integram o Sistema S (entre elas Sesi, Senai, Sesc e Sebrae).

E nós com isso, além de simples brasileiros ?

Foi uma dessas instituições, ora com as contas sob análise do TCU, no caso o SEBRAE, que bancou as viagens de grupos itajubenses, funcionários da prefeitura, da Unifei e empresários, tanto a Florianópolis, quanto a inesquecível Califórnia.

Na época das viagens, declarações dos viajantes deram conta que o mais importante acontecido foi a aproximação e o fortalecimento da relação pessoal entre os membros da comitiva. Claro, que foi uma conquista importante, mas que poderia ter sido alcançada com um internato num final de semana em um hotel fazenda da região.

Certamente, relatórios sobre as conquistas obtidas na viagem e as perdas, como a anteriormente anunciada vinda da SIVA POWER para a cidade, deverão ser explicadas, o que considerando a seriedade reconhecida de dos responsáveis, não será difícil.

Comprovadamente, uma das características do pessoal da terrinha é caprichar no uso de óculos com lentes próprias para se ver longe. Para ver de perto, não se preocupam muito.

Mudanças, mudanças, que se vislumbram no País.

Viver é Perigoso    

Nenhum comentário: