sábado, 19 de janeiro de 2019

SOBRE O BANHEIRO CLASSE A


O jornalista do jornal "O Sul de Minas", Marco Antonio Gonçalves, esclareceu que o Parque Municipal está dividido em duas áreas. Uma delas cedida pela Prefeitura a uma empresa pelo prazo de 25 anos, prorrogáveis por mais 25 anos. Resumindo, "Ad Eternum".

O banheiro construído pela prefeitura, já chamado, pelo custo e detalhes, de Classe A, está localizado na área de sua responsabilidade do município. Menos mal. 

Acontece, que no contrato de concessão, a responsabilidade pela construção de banheiros na área do Parque,  seria de responsabilidade da empresa exploradora, o que não foi feito.

Quer dizer que, hoje no Parque, deu um aperto do lado de lá...a solução está do lado de cá.

Embora fora do prazo estabelecido no contrato, a empresa exploradora deverá providenciar a construção dos banheiros constantes do contrato. Do seu lado, é claro.

Pendente de esclarecimentos continua o alto custo da construção do banheiro público "classe A", que pela descrição, faria lembrar as famosas Termas de Pompéia, cobertas pela lavas da erupção do Vesúvio.

Sem querer querendo, os administradores criaram um fato marqueteiro. Muitas pessoas devem estar querendo visitar o banheiro e também conhecer o Parque

Mas vamos ao interessa: Saúde.

Viver é Perigoso
  

Nenhum comentário: