sábado, 5 de janeiro de 2019

MOVIMENTAÇÃO DAS PEÇAS NO TABULEIRO


Todos se lembram que o partido da situação no governo militar era a ARENA, que virou PFL e que é o DEM. 

Todos se lembram que se tratava de um partido de direita. E  ponha direita nisso. 

Hoje, o DEM tem o ex-deputado gaúcho Onyx Dornelles Lorenzoni no cargo estratégico de ministro-chefe da Casa Civil no novo governo. Tudo indica que o Deputado Rodrigo Maia, também do DEM, será reeleito presidente da Câmara do Deputados.

Raízes, raízes e raízes. Nada contra ninguém. Apenas posicionando em estado de atenção.

A impressão é que teremos todos, em breve, sob o mesmo teto. Um novo Arenão.

Se funcionar, promover as reformas necessárias, combater a corrupção e promover o desenvolvimento... é o que todos querem, exceto aqueles que de alguma forma estavam agarrados e sugando as tetas da nação.

Mas, como sempre, tentando deslocar o cenário para a terrinha.

Por estas bandas, a velha direita teve como líder o ex-vice-presidente da República Aureliano Chaves, com fortes e positivas ligações com a cidade. No município e na região, tivemos o Sr. BPS e continuamos com o deputado Bilac Pinto.

A atual administração, com história no combativo tempos de bi-partidarismo, à frente do pmdb local, por contingências outras,  se juntou às forças de direita no longínquo ano de 2000.

Com o tempo, ideologicamente, o pmdb combativo e de centro-esquerda nacional se dissolveu, tornando-se um amontoado. Habilmente, o diretório municipal peemedebista atrelou-se à corrente que combateu ferozmente no passado.

Aconteceu uma simbiose política/municipal perfeita entre a esquerda e a direita, comprovando a teoria de que um esquerdista pode se aproximar e até virar um direitista. Mas jamais o contrário.

Cabe-nos assistir e torcer para que bons ventos soprem em nossa direção.

Viver é Perigoso

10 comentários:

Anônimo disse...

Senho Zelador!
Em Itajubá a realidade é totalmente diferente de todos os municípios do país.
Há quase um século temos um partido que só existe aqui, é o PTR (Partido do Tião Riera), esse partido se diferencia de todos os demais existentes no planeta, só tem um filiado e esse filiado é ao mesmo tempo presidente, tesoureiro, organizador das campanhas e é também quem "corre o chapéu" para arrecadar fundos para as campanhas. Exerce também, com maestria, a função de delegado às instâncias superiores, estadual e federal e quando necessário, internacional.
Durante essa longa existência esse partido organizou e ganhou quase todas as eleições para prefeito de Itajubá, perdeu em raras oportunidades.
Continua e Continuará executando , com maestria, tudo das mesma forma secular que sempre deu certo.
E certamente, para 2020, já está tudo organizado e a "Burra" já está transbordando (mesmo estando, para muitos adversários, ainda há 2 anos das eleições). kkk
E não me venao com esse papo de que as coisas estão mudando, porque em itajubá nada vai mudar. Guarde este post para em 2020, sabermos quem estava com a razão.

Edson Riera disse...

Razão -

Realmente, desde os primórdios da política como conhecemos, o Sebastião Riera domina na terrinha. Ainda namorado da Sonia, fomos juntos cabos eleitorais do Tião, no seu primeiro mandato para vereador. Ficamos responsáveis pelas proximidades do Colégio das Irmãs. O Tião é apaixonado pelo assunto (quer dizer, pelo poder político). Deslocou-se da esquerda para a direita no ano 2000 e lá conseguiu o sucesso que todos reconhecem.

Comporta-se lealmente com os aliados. É implacável com o inimigos, como levam em conta todos os adversários.

A história considerará o Tião Riera um dos protagonistas da política itajubense nos últimos 50 anos. Como sempre acontece, para o bem e para o mal.

Itajubá, foi cidade pólo do Sul de Minas, cidade luz, município ponta de lança, liderança na geração de empregos, arrecadação e desenvolvimento. Por razões diversas (inclusive da localização) os índices e resultados mostram que não conseguimos manter as conquistas. Os governos recentes optaram por uma cidade bem arrumada, como opções de lazer esquecendo de buscar o desenvolvimento industrial, que promoveria riqueza e oportunidades.

Resumindo, viver em harmonia e buscar ouvir e entender opiniões diferentes, nunca foi o ponto forte do pessoal.

Mas é a vida...

Zelador

Anônimo disse...

https://diariodocomercio.com.br/sitenovo/itajuba-tem-novos-investimentos/

Edson Riera disse...

Diário do Comercio -

Conversas.

Zelador

Anônimo disse...

Com exceção do laboratório senai, este mesmo correndo perigo por causa da abertura da caixa preta do sistema S, o resto se enquadra nas mesmas promessas, promessas, promessas....... com respeito ao aeroporto esqueçamos. sempre tem uma parte de aporte de recursos do estado. se o ele não consegue nem pagar os funcionários.....vão continuar com mais promessas?

Edson Riera disse...

Promessas -

Li a entrevista/reportagem ou o que quer que seja publicado pelo jornal. Não comentamos nada por não ter percebido nenhuma novidade. Mais do mesmo.

Foi o Sistema S, que sofrerá uma "facada" do novo governo, que bancou a viagem de um impressionante séquito de empresários, professores e políticos para uma esticada em São Francisco.

Zelador

Anônimo disse...

Essa esticada rendeu o que? Alguém prestou contas? Sabe como chamam isso: convescote que não decide nem resulta em nada.Só turismo. Enquanto isso, como o zelador já disse, temos na terrinha um dos maiores especialista na questão sonoramente ignorado pelos parceiros da INOquenãoVAI.

Edson Riera disse...

INOquenãoVAI -

Num determinado espaço de tempo, assumiu às rédeas do desenvolvimento da terrinha, pessoas corretas, mas com pensamentos convencionais.
Um salto adiante significa riscos. Exige sonhos. Conhecimento. Rebeldia. Pensamento com viés independente. As pessoas já nascem assim.

Na frente dos dois principais parceiros, pessoas que, aparentemente, pensam e agem do mesmo modo. Frustrante.

Um mais reconhecido experts no setor está aqui na terrinha, sendo considerado em todo o País. Aqui, não.

As pequenas terras não amam os seus grandes homens. Sempre acontece.

Zelador



Anônimo disse...

Zelador não é só nessa questão que conhecidos especialistas e técnicos estão sendo ignorados e colocados na defensiva. Realmente uma terra pequeníssima de 6 anos pra cá.

Edson Riera disse...

6 ANOS -

Não são benvindos à mesa aqueles que brigam por suas convicções. Gostam de amém.

Zelador