segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

JUÍZO MOÇADA !


Catastrófica a situação financeira de Minas Gerais. Com as informações, dá para entender o porquê do aparente "não esforço" do PT e Pimentel nas últimas eleições no Estado. Sabiam do tamanho do buraco.

Como muitos insistem em desconhecer que Itajubá está localizada em Minas Gerais e até no Brasil, seria bom que as autoridades colocassem as barbas de molho. Deve vir remédio amargo estadual e federal. 

Milagres não acontecem fácil. Seria razoável que  envidar esforços para a redução de custos, atentar para obras prioritárias e cuidado com gastos extras nos programados festejos no aniversário de 200 anos. E mais, muita cautela com patrocínios vindos de empresas com contratos em vigor com o município.

Está lá no Estado de Minas de hoje:

A situação financeira de Minas Gerais pode ser ainda mais grave. O governador Romeu Zema (Novo) divulgou nas redes sociais que o déficit do Estado é de R$ 30 bilhões. O índice é R$ 18,6 bilhões maior do que o estimado no orçamento para 2019.

"A calamidade financeira de Minas é a maior do país, com previsão de déficit para 2019 de R$ 30 bilhões. Somente a nossa folha de pagamento compromete 80% dos recursos", publicou Zema. Na web, o chefe o executivo estadual afirmou que é "preciso racionalizar os gastos de pessoal para que Minas saia dessa crise e possa investir em áreas essenciais".

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: