sábado, 26 de janeiro de 2019

AJUDA HUMANITÁRIA ?


Ninguém desconhece a situação difícil do povo venezuelano. Inflação acima de um milhão por cento, falta alimentação, remédios e trabalho. A opção de fuga para o Brasil dá uma ideia da situação.

Nesse momento complicado com dois presidentes (Maduro e Guaidó), o governo russo, solidário como sempre, confirmou que irá manter os programas de ajuda à Venezuela. Claro, toda a ajuda mantida sob contratos que giram em torno de US$ 10 bilhões. Pagos em dia com o fornecimento de petróleo.

Dentro do programa de ajuda já foram fornecidos para o presidente Maduro (mais antigo no poder), 24 caças avançados Su-30, helicópteros de ataque e sistemas eletrônicos de comando. A lista foi acrescida com a entrega de novas baterias de sofisticados mísseis S-300, de defesa anti-aérea, 100 tanques pesados T-72B1V, pouco mais de uma centena de blindados sobre rodas BTR-80/90 e ao menos mil mísseis Igla-S, de porte pessoal.

No pacote foi incluída a retomada as obras da fábrica de onde saíra a versão local do fuzil Kalashnikov AK-47. Como as obras atrasaram, a matriz AKConcern está adiantando a primeira encomenda de 100.000 unidades.

Ah! discute-se também a instalação de uma base militar da Rússia no litoral caribenho da Venezuela, provavelmente em Puerto Cabello, para dar apoio técnico a navios e aviões de combate em missões de longa distância.

Esperam com isso minorar o sofrimento dos hermanos venezuelanos.

É a vida...

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: