sexta-feira, 12 de outubro de 2018

SOB A LUZ DE VELAS


"Um otimista é uma pessoa que não tem certeza sobre o futuro desse país."

Millôr

Viver é Perigoso


CANTINHO DA SALA

Harald Sohlberg - Norwegian - 1913. 
Viver é Perigoso

TOMOU O BARCO


Grande Zé Maria. Mais um bom amigo que toma o barco.

Recentemente o Zé foi homenageado, por indicação do Vereador Marcelo Krauss, com o título de Cidadão Itajubense, o que nos honrou todos nós.

Sempre que nos encontrávamos no calçadão eu o segurava pelo braço e dizia: e aí camarada ? Ele imediatamente respondia: Zezinho, meu amigo ! Bastava.

José Maria Monteiro, o Zé Maria, nasceu em Barra do Piraí em 1939.

No Rio de Janeiro trabalhou como operador de máquinas, em grande metalurgia, ocasião esta que sofreu grave acidente no qual perdeu totalmente a visão.

Mudou-se para Itajubá em 1980 e aqui trabalhou por 38 anos como vendedor na feira e também como vendedor de bilhetes de loteria.

Homem de bem. Ativo participante da comunidade.

Viver é Perigoso

FIM DE LINHA


Princípio de pânico ao ler nos jornais as constituições das equipes dos candidatos à presidência, para a campanha do segundo turno. Não tanto pelo time de Bolsonaro, para mim, quase todos desconhecidos.

A equipe montada pelo PT, sem dúvida, mais parece uma comissão para organizar o féretro do partido. Se não vejamos:

COORDENAÇÃO EXECUTIVA

Jaques Wagner
Ricado Berzoini
Emídio de Sousa
José Sérgio Gabrielli
Gleisi Hofmann
Chico Macena
Paulo Okamoto
Gilberto Carvalho
Luiz Dulci 

COORDENAÇÃO POLÍTICA

José Genuíno
Aloizio Mercadante
Rui Falcão
Alexandre Padilha
José Guimarães
Paulo Teixeira
Marcio Macedo
Franklin Martins
Celso Amorim
+ Representantes do MST, MTST, CUT, Central de Movimentos Populares (CMT)
+ Representantes de partidos aliados: PCdo B, PROS, PSOL, PSB 

Renovação zero ! Tirando os chamados artistas, alguns ministros do STF, intelectuais, jornalistas, candidatos derrotados e outros "progressistas", para os quais o tempo parou, acima está relacionada a cúpula do PT e que em caso de vitoria nas eleições deverá ocupar os mais altos cargos da República.

Não é do estilo desse pessoal, mas ocorrendo uma extemporânea autocrítica, constatarão que eles foram os únicos responsáveis pelo aparecimento, crescimento e quase certa vitória de uma direita forte e também preocupante.

Conclusão diante do quadro : Melhor a incerteza do que a certeza do absurdo da presença desses senhores, quase todos com ampla folha corrida, na direção do País.

Viver é Perigoso 

DEIXANDO A POLÍTICA DE LADO


Uma galinha chamada Betina de Diamante, de 1,04 metro de altura, bateu o recorde de preço para fêmeas da raça índio gigante. Ela foi vendida por R$ 74 mil durante um leilão de aves gigantes, em Jaguariúna, interior de São Paulo. A galinha foi adquirida por um criador de Franca (SP). Com um ano de idade, Betina é filha de outro recordista, o galo Voodoo da Diamante, que mede 1,26 m, a maior altura já alcançada por um galo índio.

Viver é Perigoso

SEMENTES DO ÓDIO


Diferença fundamental entre uma simples raiva e um triste acesso de ódio.
Cansado depois de um dia de labuta, um banho reparador e um suculento prato - feito esquentado do micro-ondas, o elemento (como sempre diz a polícia) recolhe-se ao seu leito.
O esgotamento físico não o permite que derrote uma única folha do livro que tenta ler há medidos 6 meses. Corajosamente já alcançou a vigésima sexta página do total de quatrocentos e vinte de duas.
A raiva:
Com a luz apagada, o pernilongo passa zunindo em um rápido e explorador mergulho. Alerta geral.
Segundo voo, luz acesa e o sacrifício do inseto com uma certeira toalhada ainda úmida.
A raiva esvai-se.
O ódio:
Nem bem pegou no sono e os sinos, pior ainda, eletrônicos, da Igreja São José, anunciam a chegada das seis horas. Pula da cama.
Necessidade premente de vingança. Ódio extremo ao ver na parede branquinha o gordo, ou melhor a gorda e abastecida pernilonga (só as fêmeas picam).
Questão de vida ou morte,
Azar para o relógio, para o ônibus, para o tempo.
A pesada pernilonga, com tanque cheio de sangue vermelho (a citação é válida, uma vez que na terrinha existem alguns que acreditam, pelos narizes empinados, que o possuem na cor azul), mal tem forças para um único deslocamento.
A chinelada é certeira e violenta.
Também anda acontecendo com relação a polítIca e políticos.
Raiva e ódio.
Raiva no dia a dia. Ódio somente quando sugam o sangue, o que vem acontecendo com certa frequência.
Dessa vez, o chinelo, quase sempre não usado, é o voto.

É a vida.

Viver é Perigoso

É DISCO QUE EU GOSTO



Dica: Linda Thompson

Viver é Perigoso

DANDO UMA FORÇA

Viver é Perigoso