segunda-feira, 20 de agosto de 2018

PESQUISAS ELEITORAIS


Opinião ? Todo mundo pode ter a sua.

Sinceramente: Enquanto TSE não confirmar oficialmente a impossibilidade, clara e cristalina, de acordo com a Lei Ficha Limpa, que o condenado Luís Inácio não poderá participar do pleito (acho que inclusive como eleitor), não faz muito sentido pesquisa eleitoral.

Uma coisa é quase certa, se não acontecer nenhuma burrice sem precedentes: 
Bolsonaro está praticamente garantido num segundo turno. 
Da mesma forma que é quase impossível ele reduzir o seu índice de rejeição de 37%.

Ah ! o meu candidato Amoêdo ? Uma semente plantada.

Viver é Perigoso

EVOLUÇÃO PATRIMONIAL DOS FEDERAIS

Variação Patrimonial dos Deputados Federais que estariam mais próximos de Itajubá:

Dep Bilac Pinto - (2014)  9.538.385,98 (2018) 10.619.664,65 variação 11,33607585

Dep Dimas Fabiano - (2014)  942.399,05 (2018) 732.030,94 variação -22,32261482

Dep Aelton Freitas - (2014)  1.999.748,39 (2018) 238.189,28 variação -88,08903754

Dep Odair Cunha - (2014)  642.000,00 (2018) 1.352.083,52 variação 110,6049097

É a vida...está difícil para todo mundo.

Viver é Perigoso

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

É A POLÍTICA, MOÇADA !


Oficialmente ainda continua pendente, mas interlocutores petistas afirmam que  o deputado federal Miguel Corrêa irá disputar uma vaga no Congresso Federal ao lado da ex-presidente Dilma Rousseff.

Em outros tempos, quando os salários dos funcionários públicos mineiros ainda era pago em dia, o comentado segundo nome do partido para o Senado era o do Deputado Federal e Secretário do Governo Pimentel, Odair Cunha, aqui da nossa região.

Naquele andar da carruagem, o itajubense Deputado Estadual Ulysses Gomes disputaria a Câmara Federal.

Filiado a um partido coligado ao PT, disputaria a Assembleia Legislativa o Dr. Ricardo Mello, ex-vereador, ex-candidato a prefeito municipal e pessoa extremamente benquista na cidade e região.

Há poucas semanas tudo ainda seguia no campo das conversas.

Por razões que a própria razão desconhece, tudo continuou igual porém diferente. Odair deve disputar a reeleição para deputado federal, Ulysses Gomes, idem para estadual. No ajeitamento geral, o bravo amigo Dr. Ricardo Mello foi levado à disputar o cargo de Deputado Federal.

Pelo seu trabalho na comunidade e região, pelo seu preparo, pelo seu envolvimento, pelo residual de votos de sua última campanha, o Dr. Ricardo Mello tem condições de ter em outubro votos suficientes para a sua eleição. 

Claro que não será fácil.

Dificultando estaria o curtíssimo prazo para divulgação da sua campanha e recursos necessários para tal. Será fundamental a participação de seus amigos e eleitores junto à internet.

Seguimos com Dr. Ricardo para Federal com uma certeza: Eleito, não será do baixo clero.

Viver é Perigoso 

NA TORCIDA POR MELHORAS


Disse outro dia e foi publicado no "Estadão" de 16/8/2018 - Sr. Richard Marelli, presidente da Helibrás, por ocasião da Labace, feira do setor aeronáutico.

"Ano de eleições costuma ser complicado, mas mesmo assim, estamos conseguindo algo. A perspectiva é boa. Nos tempos de euforia do setor, a companhia vendia entre 25 e 30 unidades por ano. Em 2016, quando o mercado chegou ao fundo do poço, foram apenas duas. Neste ano, porém, os sinais são de melhora - no acumulado até agosto, a empresa vendeu 33% a mais do que em todo 2017." 

Blog: Curiosidade: 33% a mais, de quanto ?

Viver é Perigoso

TCHAU QUERIDOS !


"Está para entrar nas redes a página "Tchau Queridos" que o VPR - Vem Prá Rua" montou com o ranking dos políticos. é o listão de candidatos que, em sua avaliação, não merecem voto. E que inclui uns 80% dos políticos do Congresso."

Estadão

Viver é Perigoso

PENSANDO ALTO



" O  poder, nos tombos dos dados, emana do inesperado "

Guimarães Rosa

Viver é Perigoso

NOVO COM MEIA - SOLA


Os políticos tradicionais saem a campo nesse período de caça aos votos. Buscam mais uma de suas quase incontáveis reeleições.

Acompanhados de sorridentes cabos-eleitorais, devidamente pagos, partem para visitas ás pequenas cidades dentro do seus domínios eleitorais.

Devido a absurda rejeição existente aos políticos da velha guarda, os candidatos têm evitado, como era normal em passado recente, citar os caraminguás que conseguiram para as Santas Casas, via um adendozinho negociado numa emenda parlamentar. 
Nem falam daquela ambulância doada de segunda mão, meia dúzias de cadeiras de roda, a nomeação de uma professora e uma recomendação do seu gabinete para agilizar um exame médico pelo Sus.ada que leve o eleitor a considerá-lo um político. Tudo novo. Em busca do voto admitem esquecer os 4 ou 5 mandatos anteriores. 

Estamos correndo o risco de  encontrar no Calçadão com um senhor bem vestido (jeans e camisa social com mangas dobradas), cercado por assessores conhecidos na cidade e, na maior cara de pau, se apresentar como novidade no mercado eleitoral:

- Oi ! Muito prazer, eu sou o Sr. Pinto, candidato a Federal. Quero ajudar a mudar o País. Ah ! sou aqui de perto mesmo. Conheço os problemas da região.

- Boa tarde amigo ! Sou o Sr. Ribeiro, candidato a Estadual. Vamos mudar isso gente ! Conto com você.

- Que satisfação ! Sou o Cunha. Chega de picaretagem gente. Vamos renovar !   

- Que satisfação ! Sou o Toledo. Tudo bem ?

Viver é Perigoso   

HISTÓRIAS...


Assistindo a um trecho de filme no Netflix ouvi uma comparação estranha com São Lourenço. O santo e não a simpática cidade vizinha.

Uma rápida consulta ao novo pai dos burros (Google) e o dramático acontecimento foi confirmado.

São Lourenço foi um diácono católico que serviu ao Papa Sisto II. No ano 257, o imperador romano Valeriano decretou a perseguição aos cristãos. Em 258, foi preso e decapitado o Papa Sisto II.

Após a execução do Papa, o imperador ameaçou a Igreja para entregar as suas riquezas no prazo de 3 dias. Passados três dias, São Lourenço levou as pessoas que foram auxiliadas pela Igreja e os fiéis cristãos diante do imperador, exclamando a frase que o levou a morte:

"Estes são o patrimônio (riquezas) da Igreja". 

O imperador, furioso e indignado, mandou prendê-lo e condenou-o a ser queimado vivo sobre um braseiro ardente, por cima de uma grelha. 

A tradição católica diz que o santo conservou seu bom humor mesmo enquanto era executado, dizendo aos que o queimavam:

"Podem me virar agora, pois este lado já está bem assado".

Tornou-se um mártir cristão.

Viver é Perigoso

VAMOS A LA PLAYA


Ouvido ontem na Praia Grande, em Ubatuba, onde depois de Itajubá, é onde se encontra mais itajubenses, é claro.

- E aí camarada está indo embora hoje à tarde ou vai sair amanhã de madrugada ?

- Que nada. Só vamos embora na terça-feira á tarde. Vamos aproveitar a "janelão" da segunda-feira, uma vez que a Prefeitura decretou feriado de protesto contra o governo (des) Pimentel na terça-feira. Vamos dar uma queimadinha do couro, que ninguém é de ferro.

Clarin da Boa Vista

Viver é Perigoso  

ELEIÇÕES 2018


Viver é Perigoso