sábado, 4 de agosto de 2018

SOB A LUZ DE VELAS


"Discordar é um direito escrito com tinta invisível em toda declaração de direitos humanos".

José Saramago

Viver é Perigoso

MOMENTOS MÁGICOS



Dica: Marcos Carvalho

Viver é Perigoso

ÊPA !


TRE - MG

Recurso Eleitoral nº 1129-98.2016.6.13.0134. Itajubá. Protocolo 693.894/2016
134ª Zona Eleitoral. Município: Itajubá
Recorrente: Ministério Público Eleitoral
Recorrido: Rodrigo Imar Marinez Riera, candidato a Prefeito, eleito
Advogados: Douglas Coutinho de Freitas e outros
Assunto: Prestação de contas de candidato - cargo - Prefeito - vice-Prefeito - Aprovação de contas com ressalva.
Relator: Juiz Ricardo Torres Oliveira
Ementa
Inobservância dos requisitos estabelecidos na Lei nº 9.504/97 e na Resolução nº 23.463/2015 TSE

O valor de R$ 60.000,00 não foi devidamente fundamentado como receita do próprio recorrido. Não foi demonstrado por um comprovante ou outro documento a existência deste empréstimo no ano de 2016.

Recurso de origem não identificada no valor de R$ 60.000,00
Falha essa que compromete a contabilidade das contas. Não aplicação dos princípios da proporcionalidade e razoabilidade.

Recurso a que se dá parcial provimento. Desaprovação das contas.
Recolhimento de R$ 60.000,00 ao Tesouro Nacional

Vistos, relatados e discutidos os autos do processo acima identificado, ACORDAM, os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de Mina Gerais, por maioria, em dar provimento ao recurso, nos termos do voto do Relator, vencido o Juiz Antonio Augusto Mesquita Fonte Boa.

Belo Horizonte, 23 de julho de 2018

Juiz Ricardo Matos de Oliveira

Viver é Perigoso

NETFLIX


Reed Hastings é uma daquelas pessoas que reconhecem seus rivais sem titubear apenas escutando suas vozes. Respeita-os, mas não os teme, nem tem por quê: Hastings é a Netflix. E passará para a história da indústria do entretenimento como a pessoa que revolucionou, há duas décadas, a maneira de consumir séries e filmes. 

Hastings, de 57 anos, nasceu e cresceu em Boston. Foi aceito no curso de matemática do Bowdoin College. Mas, antes de se matricular, prolongou por um ano um emprego de verão de vendedor de aspiradores em domicílio. Depois de se formar com honras em 1983, foi para a Suazilândia, onde se dedicou a ensinar matemática em uma escola por dois anos com os Peace Corps, agência federal fundada por Kennedy que envia voluntários a 70 países.

Mas a rotina era muito lenta para o que estava acostumado. Sentia-se estagnado. Da África enviou um pedido de admissão em Stanford, a incubadora de gênios que têm a ambição de mudar o mundo com sua visão inovadora. Ali fez um mestrado em informática.

Diz a lenda que fundou o portal Netflix em 1997 porque a rede de videolocadoras Blockbuster cobrou dele 40 dólares de multa por perder um VHS do filme Apollo 13. 

Mas aquele constrangimento o levou a tentar criar um modelo que permitisse alugar filmes sem sair de casa. O modelo de negócio que criou foi inovador e não demorou a desbancar a Blockbuster. Sua visão, porém, se movia mais rápido que a remessa postal.

Graças a sua formação em ciência da computação, ele entendeu que esse conteúdo poderia, em um dia não muito distante, ser distribuído pela internet. Bastava comprimi-lo para que os dados chegassem pela rede.

O grande desafio é produzir o conteúdo que seus usuários procuram e ajudá-los a encontrá-lo. Não são mais os conglomerados que decidem o que se consome. Acumula mais de 430 indicações a prêmios desde que lançou sua primeira série original em 2013.

Hoje a Netflix não tem nada a ver com a empresa que nasceu no verão de 1997. Seu faturamento alcançou 11,69 bilhões de dólares (cerca de 38 bilhões de reais) no ano passado, com um lucro de 560 milhões.

Recentemente o empresário anunciou a criação de um fundo de 100 milhões de dólares que pretende mudar a maneira como as crianças aprendem, oferecendo maior acesso a uma educação de qualidade. O objetivo é criar escolas onde a tecnologia esteja plenamente integrada nas salas de aula.

Hastings tem uma regra que impõe a si mesmo: afastar-se do trabalho pelo menos seis semanas por ano. Não tem um passatempo destacável para ocupar esse tempo livre. Ele se declara amante dos animais e sua casa em Santa Cruz está repleta de criaturas, incluindo duas pequenas cabras da Nigéria. 

E, claro, diz que vê Netflix quando tem tempo.

(resumido do El País)

Viver é Perigoso

CHARADA


Um jornal publica notícias importantes torcendo para que esteja enganado. Outro jornal publica notícias torcendo para que esteja acertando. 
Ultimamente aquele que torce para que esteja enganado tem acertado e aquele que torce para que esteja acertando tem errado.

Viver é Perigoso

CONVENÇÕES NO PAÍS



Viver é Perigoso

NÃO ESCAPA UM !


O PT confirmou hoje a candidatura do inelegível Lula.
O anúncio foi feito por Gleisi Hoffmann na convenção nacional do partido, em São Paulo. 

Viver é Perigoso

É A VIDA...


Tempos em que a a privilegiada meninada frequentava o melhor Grupo Escolar que já existiu por estas bandas. Grupo Escolar Rafael Magalhães, na Boa Vista, é claro.

Um avanço, sob a direção da Prof. Geralda Cerávolo,  as professoras (eram Donas e não Tias, como hoje), Ivone, Raimunda, Odete, Nenzinha e tantas outras educadoras. Ah! e a Dona Leontina, nas sopas da Caixa Escolar.

Tempo em que a rapaziada seguia saltando pelos dormentes dos trilhos da Rede Mineira Viação e as meninas se equilibrando caminhando de mãos dadas nos trilhos paralelos.

De maneira objetiva e para não esquecer nunca mais, nos ensinaram:  Ártico é onde tem urso. Antártica é onde tem pinguim.

Cheguei a pensar esta semana que a Boa Vista se transformou num anexo do Ártico. Não só pelo tempo fechado, chuvoso e frio. Mas também, pela discreta presença de ursos. Discreta, pois tudo indica que estavam hibernando esta semana.

Recolhidos em suas casas tocas, espiando só pelos desvios das cortinas e com rapidíssimas saídas nas terça e quinta-feiras para depositar o saco de lixo na calçada. Saídas rápidas e diárias, por volta do meio-dia, para a apreciada refeição na Massas Meazzini.

Não é correto dizer que não trabalham mais. Correto seria afirmar que já trabalharam e muito.

Quase todos sem a deliciosa e aconchegante proximidade dos filhotes, contentam-se com a companhia de amarelados e docemente perfumados livros, que folheados, costumam provocar doces surpresas no encontro de fotografias, papéis de bombons e balas chita ou pepermint, com nozinhos.
Com sorte, até um folhetinho da programação semanal do Cine Presidente.

Os experientes ursos da Boa Vista, adoram ter uma boa música ao fundo e como sinal de que não adormeceram no tempo, fuxicam inocentemente pelo Face e zapeam pelo Netflix, tentando encontrar um seriado que valha a pena.

Sem nenhuma pressa, aguardam a volta do bom tempo para cuidar das plantas e alimentar os pássaros em liberdade.

É a vida...

Viver é Perigoso