quinta-feira, 2 de agosto de 2018

DEU NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO

DOU - Publicado em: 25/07/2018 | Edição: 142 | Seção: 3 | Página: 138

Órgão: Ineditoriais/Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial/Departamento Regional de Minas Gerais

AVISOS DE REVOGAÇÃO

Processos Licitatórios

O SENAI/DRMG, através da Comissão Permanente de Licitação Integrada - COPERLI comunica aos interessados as REVOGAÇÕES dos processos dos processos licitatórios descritos a seguir:

CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL SENAI N.º 006/2017 - Objeto: Fornecimento, treinamento, supervisão de montagem / instalação e de comissionamento de 1 (um) Sistema Gerador de Curto-Circuito, para atendimento ao ISI-CEDIIEE - Instituto SENAI de Inovação - Centro Empresarial de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Elétrica e Eletrônica, localizado na Estrada Municipal José Siqueira de Carvalho, n.º 4.200, Bairro Figueiras, CEP 37506-150, na cidade de Itajubá - MG.

CONCORRÊNCIA SENAI N.º 012/2017 - Objeto: Contratação de empresa especializada, visando à prestação de serviços técnicos em Engenharia Consultiva, Gerenciamento Geral, Apoio Técnico, Fiscalização de Projetos, das Obras Civis e das Montagens Eletromecânicas relativas à implantação do ISI-CEDIIEE / Instituto SENAI de Inovação - Centro Empresarial de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Elétrica e Eletrônica, localizado no município de Itajubá - MG. As Atas de Revogação estão disponíveis no endereço www.fiemg.com.br, no link "Licitações e Compras" / "Esclarecimento e retificações de EDITAL / RESULTADOS".

THOMAZ FERREIRA VOLPE

Presidente da Comissão

Viver é Perigoso

QUEM NÃO QUER ?



Viver é Perigoso

POIS É...


Caras amigas e caros amigos,

Nos últimos 30 anos, seja no Congresso Nacional ou à frente do governo do nosso Estado, dediquei minha vida a defender os interesses de Minas e dos mineiros.

Por isso, nos últimos meses, refleti muito sobre qual a melhor forma de contribuir para que Minas supere a dramática situação que enfrenta hoje e reencontre o caminho do desenvolvimento econômico e social vivenciado nos anos em que governamos o Estado.

Com o objetivo de ampliar o campo de apoio à candidatura que melhor atende ao projeto de reconstrução de Minas, a do senador Antonio Anastasia, informei a ele, hoje, minha decisão pessoal de não disputar, este ano, a eleição para o Senado, colocando meu nome como pré-candidato à Câmara dos Deputados, Casa que já presidi e onde, como líder partidário, à época do governo Fernando Henrique, ajudei a implementar algumas das principais reformas feitas no Brasil contemporâneo.

A gravidade da situação do nosso Estado exigirá uma bancada forte e unida na defesa dos interesses de Minas no Congresso e junto ao Governo Federal.

Estou certo de que poderei contribuir para isso.

Não foi, como podem imaginar, uma decisão fácil.

Por um lado, porque todas as pesquisas realizadas até aqui apontam meu nome entre os mais bem avaliados na disputa para o Senado.

Por outro, porque estão vivas na minha memória as inúmeras manifestações de estímulo que tenho recebido de lideranças dos mais variados setores e de todas as regiões de Minas.

Mas tomo essa decisão com a responsabilidade daqueles que sempre colocaram os interesses de Minas acima de qualquer projeto pessoal. Os que me conhecem sabem que foi assim que sempre agi e assim continuarei agindo.

Meus amigos,

Todos conhecem os ataques violentos e covardes de que tenho sido alvo. Diariamente as falsas versões engolem os fatos. Mas apesar de todas as injustiças, estou seguro de que, ao final, a verdade prevalecerá e com ela restará provada a correção de todos os meus atos.

Até lá, estarei lutando para que a verdade prevaleça.

Farei isso, em respeito à minha trajetória política, à minha família e a todos que me levaram a conduzir o que muitos consideram o mais exitoso governo da nossa história recente.

E farei isso, especialmente, em respeito a todos aqueles que sempre me honraram com a sua confiança.

Continuarei minha caminhada com o mesmo entusiasmo e determinação, e movido pelo mesmo sentimento que, há tantos anos, me trouxe para a vida pública: o amor a Minas e aos mineiros.

Aécio Neves

Viver é Perigoso

BONS TEMPOS

Ouvido hoje na Massas Meazzini, na Boa Vista, é claro:

Otimista: Os tempos mudaram muito. Na cidade já aconteceu de muitas empresas serem fechadas e muitos empreendimentos serem interrompidos.

Pessimista: Bons tempos aqueles. Hoje as empresas são fechadas antes de se instalarem e os empreendimentos são cancelados ainda no projeto.

Viver é Perigoso

MOÇA BONITA

Evangeline Lilly
Viver é Perigoso

NO ESCURINHO DO CINEMA


Há séculos não assisto TV aberta. Não me lembro quando. Em recentes andanças pelas casas dos meus filhos constatei que também não assistem. 
Vez por outra zapeava procurando um filme ou documentário. 
Noticiário: Globo news, com todo o cuidado para não ser levado no papo dirigido global.

Até que no inicio do ano entabulei um relacionamento com a Netflix. Os caras sabem o que fazem. Seriados inteligentes que prendem a atenção do expectador. Tem de tudo, em termos de documentários, sempre expostos crus e sem fazer proselitismo. Conforto total, com interrupções a critério do freguês e retornos imediatos nos pontos exatos das paradas.

Salas de cinema só em shopping e com a parceria de lanches e refeições e claro, a segurança dos estacionamentos.

Lembro-me das chamadas "séries" que antecediam ao filme principal nas matinês de domingo no Cine Paratodos, na Boa Vista, é claro. Era exibido um trecho curto de filme (normalmente bang-bang) interrompido num momento crítico da ação. O mocinho ou mocinha numa situação perigosa, de vida ou morte. A cena era repetida e a chamavam de "próxima". Sequência só no próximo domingo. A meninada comentava o assunto a semana toda.

Hoje acontece o mesmo no Netflix sem a necessidade de aguardar o próximo final de semana. O máximo que tem acontecido e adiar o café e outras atividades para matar a curiosidade.

Sinceramente, não sei como as salas de cinema conseguirão sobreviver comercialmente daqui a algum tempo. Aliás, nem para segurar nas mãos da namorada e arriscar um braço por sobre o ombro e trocar uns beijinhos, os cinemas não são mais necessários. 

Talvez, hoje em dia, só para comer pipocas, matar aula e fugas do serviço.

Viver é Perigoso   

O GRANDE CIRCO


Envergonhados, estamos assistindo nos últimos dias espetáculos extras do Gran Circo Nacional da Política.

Reuniões, traições, convenções, traições, confirmações, traições, negações, traições...

Ninguém fica com raiva, ninguém guarda ódio. No máximo, um beicinho diante de fotógrafos. Nenhuma surpresa. Todos estão no seu habitat natural e pelo visto, uma espécie sem risco de extinção.

O partido X fecha apoio com o candidato do partido Y para a eleição para presidente e libera geral nas eleições estaduais. Pior: muitas vezes, em troca-trocas, destitui candidaturas e dispensa opiniões dos diretórios municipais.

Balaio de gatos desenvergonhados.

O partido Z seria de direita, esquerda ? Depende do número de ministérios e diretorias de estatais prometidas pelo governo com chances de levar a rapadura.

Deu hoje no jornal :

A direção nacional do pmdb determinou que a decisão sobre apresentar candidatura própria ou se coligar com outro partido na disputa pelo Palácio da Liberdade ficará sob a responsabilidade da comissão provisória e não será mais decidida pelos delegados da legenda. 
A convenção, antes marcada para domingo, foi cancelada, e o encontro da comissão que vai bater o martelo sobre o futuro do MDB mineiro está marcado para a manhã de sábado. 

A mudança no cenário eleitoral mineiro com a possível saída (destituição) de Marcio Lacerda da disputa movimentou ontem os emedebistas. Afirmou o deputado peemedebista Leonardo Quintão que na bancada federal, a posição majoritária é ficar com Pimentel. 

Durma-se com um barulho desses. 

Viver é Perigoso

ESCRITÓRIOS

Viver é Perigoso