segunda-feira, 9 de abril de 2018

É A VIDA...


Dias tristes aquelas segunda-feiras de antigamente, quando desmontados na madrugada partiam nos trens da Rede Mineira de Viação, os circos que ficavam instalados na Praça da Estação (terreno onde está localizada hoje a Estação Rodoviária).

Leões tristes, elefantes enrugados, zebras sujas e macacos irritados. Seguiam devidamente enjaulados.

Os artistas de trajes civis revelavam-se diferentes. Trapezista com barriguinha, mágico baixinho e anão não tanto. Bailarina com espinhas e domador de óculos de grau.

O circo instalado por alguns dias em São Bernardo do Campo também foi desmontado. Para alguns poucos, esta segunda está sendo triste. Para a maioria, acredito eu, um alívio.

Não aconteceu o esperado "gran finale". Tudo terminou, ou foi interrompido, com o mais surrealista acontecimento político/religioso/musical visto nos últimos tempos. Teve de tudo.

Triste constatação em rede nacional: A carroceria de caminhão mais cheia e mais vazia da nossa política. Praticamente toda a esquerda agressiva brasileira na boleia. 

Zero de esperanças.

Alguns poucos, daqui há alguns anos, ao serem forçados a rever os vídeos do episódio, simplesmente murmurarão na solidão das suas salas:

O que que eu estava fazendo ali ?

Viver é Perigoso     

MOMENTOS MÁGICOS



O momento ficou ainda mais mágico com o comentário do especialista cultural (de tudo), Marcos Carvalho, o moço de Santa Rita de Caldas.

Beleza!
John, pai do Buck, este também violonista de "escol", fãzasso da MPB, tarado por bossa nova, educadérrinho (quéisso, sô? tá virando é??), carinha e charme do boy next door.
Gravou um CD só com suas versões de musicas dos Beatles.
Jóia preciosa... 
Gravou muita bossa nova.

Pensata: Django na frente do coreto. Logo atrás, dando-lhe livres a 7 e as três vermelhas, Laurindo Almeida. 
Empate na batida de mão.

E por aí vamos com os violonistas do jáiz: Charlie Bird (amigo e discípulo do Laurindo), Baden, Bola Sete, Charlie Christian, Menescal (qdo só violão), Canhoto, Heraldo do Monte, Macalé (é! qdo ele quer só solar, é fera), Dilermando, Cesar Faria, Rafael Rabello, uma tropa respeitável que faz da diversão de tocar instrumento acústico uma nobre arte.

Salve o lindo pendão do talento!
Salve nossa "escola de violão"!!
Viva os par de frança e seu rei Luis!
Viva o vento do Saara jogando areia sobre os automóveis de Roma.
E o cheiro dos livros desesperados, viva.

Marcos Carvalho

Viver é Perigoso

NA BOA VISTA, É CLARO !


Rodinha de conversa nas proximidades do Supermercado Alvorada :

- Penso que o partido vai se esvair com a prisão da sua liderança. Faltaram ordens, planejamentos, controle e ações estudadas. Foram  rompidos os elos de comunicação.

- Olhe, o que vou falar não tem nada a ver. Uma simples questão de analogia, uma vez que estamos falando de coisas distantes e diferentes. Acompanho sempre pela mídia que outras facções,  com todos os seus líderes condenados e presos, dominam todo o mercado marginal de dentro dos presídios. 

É questão de organização. Visitas e celulares.

Viver é Perigoso

FIDELIDADE PARTIDÁRIA


Uma leva de políticos (uns sessenta) aproveitou a chamada janela de transferência para mudar de partido político. Uma certeza: nenhum deles mudou de camiseta preocupado com os seus eleitores. Nas eleições deste ano dois interesses se destacam: fundo eleitoral e busca pelo foro privilegiado.

Logo teremos as caminhadas pelas ruas, sorrisos fixos, tapinhas nas costas, santinhos e foguetes.

Na terrinha, comenta-se que o recém afastado, a pedido, do secretariado, Christian Gonçalves, que também ocupa o cargo Vice-Prefeito, teria saltado fora do PR aboletando-se no DEM, para onde teria ido, como divulgado, o guru-mor da atual administração, Deputado Bilaquinho.

Lembrem-se: O atual DEM é o ex-ARENA, ex - PDS, ex - PFL.

Não será nada difícil aparecer na terrinha a dobradinha Bilac Federal / Christian Estadual.

É a vida...

Viver é Perigoso  

MOÇA BONITA



A Carminha é uma teteinha, um luxo embalado por Minas e enviado para doutrinar o Brasil em bom humor e bons modos.

Além disso, a praguinha é um brilho de inteligente - quem colava dela na escoal só tirava nota bos.

Marcos Carvalho


Viver é Perigoso