quarta-feira, 4 de abril de 2018

AINDA EXISTE ESPERANÇA


Ainda existe esperança do fim da impunibilidade. 

Viver é Perigoso

FOTO HISTÓRICA - TOMARA QUE NÃO SE REPITA


Aos 10 anos, José Carlos Vilella Jr. foi protagonista de um dos melhores momentos do jornalismo brasileiro. 

Na tarde de 5 de julho de 1982, no estádio do Sarriá, em Barcelona, o garoto foi clicado pelo fotógrafo Reginaldo Manente enquanto chorava a eliminação brasileira na Copa da Espanha.

No dia seguinte, seu rosto triste estampava a capa do “Jornal da Tarde”, na edição de maior tiragem da história de um dos mais importantes jornais de São Paulo. Somente a foto, ampliada, sem texto nenhum além da data da tragédia do Sarriá. A imagem ganhou o Prêmio Esso, láurea maior entre os jornalistas do país.

Viver é Perigoso

MATA - BURRO


Mata-burros são dispositivos que impedem a fuga do gado em propriedades rurais, mesmo quando a porteira está aberta. Mata-burros são estrados que funcionam como pontes, normalmente de madeira, concreto ou aço. Estes estrados são instalados em cima de valas, que permite que este mecanismo desencoraje os animais a atravessar a porteira e fugir da propriedade.

Podemos estar diante de um acontecimento curioso. Um Ministro atravessar o Atlântico, fazer uma besteira e, de imediato, voltar para Portugal.

Mata-burros são importantes.

Viver é Perigoso

FASCISMO - ESCLARECIMENTO


Fascismo é uma forma de radicalismo político autoritário nacionalista que ganhou destaque no início do século XX na Europa e teve origem na Itália. Os fascistas procuravam unificar sua nação através de um Estado totalitário que promove a vigilância, um estado forte, a mobilização em massa da comunidade nacional, .

Atenção pessoal que anda defendendo a impunidade do Sr. Luís Inácio, já condenado por dois tribunais, com o argumento de fascismo:

Está lá no Google é pode ser acessado até mesmo pelo celular. Fascismo tem mesmo dois esses.

Ah! embora uma rápida lida na definição possa parecer um referência à política exercida pelo PT (veneração a um líder, controle da mídia, mobilização das massas, etc), no caso, os políticos petistas querem se referir aqueles que lutam por mudanças e combatem a corrupção.

Viver é Perigoso 

RECONSTRUÇÃO DA HISTÓRIA


No desenho acima, o exato momento da chegada das caravelas de Dom Luiz Inácio I ao Brasil.
Foi no dia 1º de janeiro de 2003. Até então só tinhamos índios pelados, bichos e florestas. Junto com sua armada invencível logo após o desembarque, se instalou na Vila de São Bernardo do Campo. No primeiro dia rascunhou um mapa do território nacional, dividindo-o em Estados e Territórios. No segundo dia construiu todas as capitais e inaugurou Brasília no cair da noite. 
Numa sentada só, escreveu a Constituição e abriu a Petrobrás, a Vale e o Banco do Brasil.
No terceiro dia, abriu os portos para as nações amigas, libertou os escravos que ainda iriam chegar da África e fundou o Corínthians, assistindo junto com a família o jogo inaugural no parque São Jorge (Lulinha entrou em campo como mascote).
No quarto dia, nomeou os governadores e prefeitos, escolheu os senadores e deu posse como deputados federais aos primeiros 520 que chegaram.
No quinto dia, mandou pagar toda a dívida externa do País e comprou um avião para viajar e ver o mundo de cima. 
No sexto dia, determinou a paz no mundo, exigindo a retorno de todos os norte-Americanos para dentro de suas fronteiras e aplicando uma esculhambada histórica nos Israelenses e Palestinos.
À noite, reuniu todos os seus alunos, entre os quais foram identificados: Gandhi, Mandela, Lincoln, Tereza de Calcutá, Kennedy, Marx, Lênin, Einstein, Martin Luther King, Lennon, Pelé, Senna, Tiradentes, Ford, Thomaz Edison, João XXIII, Churchil, Santos Dumont, Juscelino, George Washington, Lutero e Bethoven e repassou a última série de conselhos, com severas reprimendas em alguns deles.
No sétimo dia descansou, porque ninguém é de ferro. 
Passou a administração para Lady Dilma.
Pirou geral!

(publicado no viver é perigoso no dia 21/9/2010)

Viver é Perigoso

É A VIDA ...


Um Caro Amigo de Coragem
A covardia coloca a questão: É seguro ?

O comodismo coloca a questão: É popular ?

A etiqueta coloca a questão: É elegante ? 

Mas a consciência coloca a questão: É correto ?

E chega uma altura em que temos de tomar uma posição que não é segura, não é elegante, não é popular, mas o temos de fazer porque a nossa consciência nos diz que é essa a atitude correta.

Martin Luther King

Martin Luther King tomou o barco em 4 de abril de 1968. Foi a 50 anos.
Aconteceu em Memphis, no Tennessee, onde encontrava-se hospedado no quarto 306, no primeiro andar, do pequeno Motel Lorraine. 

Tranquilo, preparava-se para jantar com um grupo de amigos quando, ao sair na sacada do quarto, teve o pescoço atravessado pelo disparo de um rifle Remington-Peters. Eram 18h01 pela hora local, e a humanidade acabava de perder um homem justo.

Um dia, ao passar pelo local, o motorista do táxi parou o carro defronte, e lembrou-me da tragédia. Era um motorista negro.

Viver é Perigoso

FLUTUANDO

Viver é Perigoso