segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

NETFLIX


Após as legendas de praxe começou a primeira temporada: Era feriado, mas não era. Deixou de ser feriado sem ser. Voltou a ser feriado sem ser. Deixou de ser feriado sem ser. 
Sucesso.
Segunda temporada: Voltou a ser feriado, desta vez sendo, com tempo limitado de vida de dois anos. Baixa audiência.

Publicada Portaria 109/2018 que, considerando a Lei 3232/2018, determinou ser feriado por dois anos (2018 e 2019) o dia 19 de março.

Só aqui, no canal municipal.   

Viver é Perigoso

SEQUÊNCIA LÓGICA


Primeiro afirmam não ter conhecimento de nada

Mais adiante dizem ser uma deslavada mentira.

Depois dizem se tratar de perseguição política.

Em seguida declaram ser doação oficial de campanha

Adiante afirmam ser sobras de campanha

Depois...se não têm foro privilegiado vão para a cadeia

Com foro privilegiado e com processos virando antiguidades no STF,

Seguem, livres, leves, soltos e...candidatando-se.

Viver é Perigoso 

EM OUTROS TEMPOS

Bilbao, como todos sabem, está no País Basco. É costume de lá, alguns amigos se reunirem e montar um pequeno local para encontros de negócios e conversar. Uma cozinha e um bar. Os cozinheiros e garçons são os próprios. Um tipo Clube dos 20 que já existiu em Itajubá.

Numa tarde/noite em Bilbao, um dos amigos me convidou para encarar um bacalhau Pil-Pil. Lá fui, assisti a elaboração do espetacular prato, tomando um vinho Altar, da vinícola de um deles. Éramos, se me lembro bem, em oito pessoas.

Sentado em um sofá, conversei longa e agradavelmente com o convidado especial para o jantar.  Nada mais, nada menos, que o então embaixador do Brasil na Espanha, de passagem por Bilbao.

Embaixador José Viegas Filho. Um cavalheiro e com uma vivência extraordinária. Um homem, por toda a sua vida, de esquerda. Formado pelo Instituto Rio Branco. Foi embaixador na Dinamarca, na Russia, no Chile, no Peru e Ministro da Defesa no governo Lula, entre 2003 e 2004, quando pediu demissão.

Foi nomeado embaixador na Espanha em 2005.

Como curioso, acompanhava de perto seus pronunciamentos e admirava. Era um esquerdista lúcido, gentil e educado.

Era casado (não sei se ainda o é), com uma bonita peruana, Sra. Erika Stockholm. Registrei isso na conversa, ele sorriu e agradeceu. Falou sobre o PT, sobre o Brasil, sobre a Rússia e sobre Cuba. Os amigos todos atentos.

Tudo muito simples. O prato pronto e todos se serviam diretamente na enorme e funda frigideira. Aprendi um bocado sobre a esquerda e sobre os bascos.

Porque abordar o tema ? Ouviremos falar do Ministro Viegas dentro de pouco tempo. 

1 kg de bacalhau dessalgado, sem espinhas e cortado em pedaços / 500ml de azeite de oliva / 3 dentes de alho ou a gosto / 1 pimenta dedo-de-moça ou a gosto / Salsa fresca a gosto

1 – Seque bem os pedaços. Em panela ou frigideira larga e de fundo grosso, que mantenha o calor, aqueça 300ml de azeite com o alho laminado e a pimenta cortada, sem sementes, até quase dourar. Desligue o fogo e reserve alho e pimenta.

2 – Assim que o azeite estiver morno (você tem que conseguir colocar o dedo nele), coloque os pedaços da bacalhau com a pele para cima, sem empilhar. Ligue o fogo no mínimo e comece a girar a panela agitando o azeite com o bacalhau.

3 – Com cuidado para o azeite não esquentar demais (tire a panela da boca do fogão), mantenha o movimento. Começarão a aparecer bolinhas brancas flutuando no azeite, que aumentarão até deixar o líquido embranquecido.

4 – Continue o processo até perceber que um molho opaco está se formando. Retire o bacalhau.

5 – Com o verso de um coador, garfo, ou ‘fuet’, bata suavemente de modo constante, fora do fogo, como se estivesse fazendo um vinagrete ou maionese, acabando de emulsionar e engrossar o molho.

6 – Sirva o bacalhau com o molho, o alho e a pimenta reservados. Enfeite com salsa.

Viver é Perigoso

ALEIVOSIAS COM LIMÃO


Um blog com textos inteligentes, creio que da terrinha, e que, para nós leitores, teve vida curtíssima, sabemos lá por qual razão. Talento e presença de espírito foram marcas registradas do:
http://aleivosiascomlimao.blogspot.com.br/
Existiu no período de 19 aa 25 de setembro de 2010, com o registro de apenas 8 posts publicados. Leiam esse sobre um imortal ex-presidente:

ANIMAIS DE BIGODE

SARNEY (tudopelosocialis)

Habitat: locais com pouca presença do estado, baixa educação, pouca democracia.
Hábitos políticos: na fase inicial se alia a ditaduras para se reproduzir, mas pode se aliar a partido de trabalhadores (se for necessário).
Com ótimo faro, nunca afunda; mas muda e se alia a antigos predadores (como os tancredos, os ulisses, os lulas e os collores).
Se tiver chance, vira presidente do Brasil por sorte dele (ou azar dos outros).
Como presidente, faz um governo pfio, mas pode conseguir também grandes catastrofes.
Adora um cargo federal.
Todos na família tem uma boquinha.
Quando presidente, comandou alguns trem da alegria, que deu um cargo para cada morador da região norte 
Imortal da academia e da política.
Não reproduz em cativeiro.
Aliás, nunca foi para cativeiro.

Anselmo

Blog: O Zelador do Viver é Perigoso está sempre "entrando" no aleivosiascomlimao, na esperança que tenha novidades. Debalde.

Viver é Perigoso

É A VIDA...


Insistem em comparar a física com a vida. Na física, pólos diferentes se atraem e iguais se repelem. Estamos vendo na vida, pessoas de pólos iguais e ruins se atraindo. Pessoa de pólos iguais e bons, não se atraindo e nem se repelindo, acomodadas, indiferentes. 

John Chair

Viver é Perigoso

SOBRE PASSA QUATRO


"A revolução de 1776 (Guerra da Independência) nos deu a liberdade. Quem nos deu a igualdade foi Samuel Colt"

Um americano

Viver é Perigoso

ENQUANTO ISSO...

Viver é Perigoso