sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

BATE UMA TRISTEZA


"Quem não sofre com a crise das livrarias pode gostar de tudo, mas não gosta de livros. O melhor amigo do homem, depois do cachorro, é o livro, portanto as livrarias.
As livrarias são templos para crentes e ímpios. Adquirir livros pela internet é mais fácil, pois não é preciso sair de casa. Mas o frequentador de livrarias é um ser diferente. Eventualmente, até compra obras pelos sites, mas o que gosta mesmo é de andar pelos corredores das livrarias, olhando, folheando e lendo trechos de obras variadas. Busca, por vezes, o conhecido, aquilo que tem certeza que vai adquirir, mas, mexendo nas estantes, acaba descobrindo novidades. O prazeroso desconhecido. Compra, afinal, não apenas um ou dois livros, mas de seis a dez."
Euler de França Belém

É a vida...

Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

Jean-Michel Basquiat - Sem título, 1981.
Viver é Perigoso

VERDADE


São três as idades do homem:

Juventude

Maturidade

Você está ótimo

Viver é Perigoso

VIROU PÓ ?

Barusco
A Sete Brasil (sim, ela mesmo) encaminhou aos cotistas da empresa - abrigados no FIP Sondas - proposta de compra da SB feita por uma fundação holandesa que está disposta a pagar...R$1,00 pelas participações desses investidores.

Lembrete: esses cotistas investiram aproximadamente R$ 9 bilhões na Sete Brasil.

Fundos de pensão Previ, Funcef, Petros e Valia. Os bancos BTG Pactual, Bradesco e Santander e o FI-FGTS e a própria Petrobras.

(Estadão)

Viver é Perigoso

PLATAFORMA DIGITAL




O Magazine Luiza anunciou nesta sexta-feira a compra da startup mineira Softbox, especializada em soluções para empresas de varejo e indústria de bens de consumo que desejam fazer vendas digitais a consumidor final.

Com a aquisição, a Magazine Luiza amplia movimento para se tornar uma plataforma digital presente desde a venda online até a entrega ao cliente final.

O valor do negócio não foi informado. A Softbox tem 256 funcionários e atende em torno de 80 clientes, como Unilever, Coca-Cola e Basf.

A Softbox é a terceira startup adquirida pelo Magazine Luiza em cerca de um ano. Além, da mineira, a varejista comprou a Integra, especializada na integração de operações de comércio eletrônico e marketplaces, e a Logbee, de tecnologia logística.

Em apresentação a investidores, o presidente-executivo do Magazine Luiza, Frederico Trajano, afirmou que a aquisição da Softbox permitirá à empresa "turbinar projeto" de criação de plataforma digital.

Lembrando: Em abril de 2107, foi publicado no "viver é perigoso" que Magazine Luiza havia comprado a Integra Commerce - empresa de Itajubá. A Integra passou a se chamar Luiza Lab. A ideia, na ocasião, era de manter a operação da forma como ela já acontecia, inclusive com o quadro de funcionários (24 funcionários). O fundador, Carlos Eduardo Alves, assumiu o cargo de diretor de marketplace do Magazine Luiza”.

Viver é Perigoso

EM FAMÍLIA

Viver é Perigoso

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

VIDA DURA DE OPOSIÇÃO


Salvo raríssimas exceções, os petistas/esquerdistas bateram em retirada na rede social. Começaram a aplaudir entusiasticamente o governo há dezesseis anos quando ainda não existia essa movimentação toda na internet.

Esquentaram e desgastaram as palmas das mãos.

Tirando o episódio do impeachment da Dilma, ocasião em que resmungaram um pouco, só agora estão iniciando a prática da oposição. Ainda sem jeito pela falta de experiência, o que tem levado alguns deles a postagens mais agressivas.

Outros, mais preparados e experientes, têm pego de leve, cutucando com ironia e numa torcida intima para que os governos eleitos, estadual e federal, deem com os burros nágua.

Lenta e gradualmente andam até se esquecendo do Lula. Sentem-se órfãos e sem nenhum nome para acompanhar. O Haddad foi um acidente.

Na certa, para todos aqueles que gostam das coisas corretas, a vigilância exercida pela esquerda é uma boa. Estão atentos  ao comportamento das equipes governistas. Consultam o passado, acompanham o presente e se colocam na expectativa quanto ao futuro.

Como viveram esses longos dezesseis anos comungando a cartilha dos olhos fechados para com os  desvios dos recursos públicos, levarão um tempo para distinguir o certo do errado.

Com o tempo se sentirão mais confortáveis na oposição.

Viver é Perigoso

 

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO


Joana, Pedro e hoje a Rachel. Grato pelos livros.

Viver é Perigoso

HÁ O QUE TEMER

Viver é Perigoso

É NÓIS NA FITA !


A Copasa e a Cooperação Financeira Alemã, por meio do Banco Alemão de Desenvolvimento – KfW, vão assinar hoje (13/12), um contrato de operação de crédito no valor de 80 milhões de euros, com contrapartida de 20%, correspondente a 16 milhões de euros da Copasa. O montante total, 96 milhões de euros, se destina à universalização da coleta e tratamento do esgoto nas áreas de abrangência da estatal mineira. 

Neste âmbito, 25 cidades serão beneficiadas. Entre elas, Itajubá e claro, Pouso Alegre.

Viver é Perigoso

FEZ ESCURO


Já lá vão 50 anos. Noite de medo e preocupação.

Às 20h30 de 13 de dezembro de 1968, Alberto Curi, locutor da Agência Nacional, leu em rede de rádio e TV o comunicado do governo anunciando o  Ato Institucional nº 5.

Estudando no meu quartinho para o vestibular de engenharia e como sempre com o rádio portátil Mitsubishi ligado. Acrescenta-se: Rádinho comprado pelo meu pai do Sr. Zé Correinha, que sempre aparecia com novidades na terrinha.

O vestibular aconteceria no início de janeiro/1969. Praticamente, todos os direitos, de repente, foram suprimidos pelos militares no poder. O que era uma intervenção militar configurou-se numa ditadura.

No período não faltaram obras públicas e empregos. Sobrou ufanismo e faltou o principal: liberdade de expressão.

Passou e não voltará jamais.

Viver é Perigoso 

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

SOB A LUZ DE VELAS


"Há vitórias que exaltam, outras que corrompem; derrotas que matam, outras que despertam."

Antoine de Saint-Exupéry

Viver é Perigoso

SEM QUERER OFENDER


No momento em que se comenta a montagem do governo Bolsonaro, sem intenção de ofender ninguém com a terrível lembrança, segue aí a lista com a equipe Dilma. 
Sobrevivemos e por isso agradecemos.

1 - Antônio Andrade - Agricultura

2 - Aguinaldo Ribeiro - Cidades

3 - Marco Antônio Raup - Ciência e Tecnologia

4 - Paulo Bernardo - Comunicações

5 - Marta Suplicy - Cultura

6 - Celso Amorim - Defesa

7 - Pepe Vargas - Desenvolvimento Agrário

8 - Fernando Pimentel - Desenvolvimento, Indústria e Comércio

9 - Tereza Campello - Desenvolvimento Social

10 - Aloizio Mercadante - Educação

11 - Aldo Rebelo - Esporte

12 - Guido Mantega - Fazenda

13 - Fernando Bezerra Coelho - Integração Nacional

14 - José Eduardo Cardoso - Justiça

15 - Izabella Teixeira - Meio Ambiente

16 - Edison Lobão - Minas e Energia

17 - Marcelo Crivella - Pesca

18 - Mirian Belchior - Planejamento

19 - Garibaldi Alves Filho - Previdência Social

20 - Antônio Patriota - Relações Exteriores

21 - Alexandre Padilha - Saúde

22 - Manoel Dias -Trabalho

23 - Cesar Borges - Transporte

24 - Gastão Vieira - Turimo

25 - Marcelo Neri - Assuntos Estratégicos

26 - Moreira Franco - Aviação Civil

27 - Helena Chagas - Comunicação Social

28 - Maria do Rosário - Direitos Humanos

29 - Guilherme Afif Domingos - Micro e Pequena Empresa

30 - Luiza Helena de Bairros - Política de Promoção e Igualdade Racional

31 - Eleonora Menicucci - Política para Mulheres.

32 - Leônidas Cristino - Porto 

33 - Gilberto Carvalho Secretário Geral

34 - Idelli Salvati - Relações Institucionais

35 - Luía Inácio Adams - Advocacia Geral da União

36 - Alexandre Tombine - Banco Central

37 - Gleise Hoffmann - Casa Civil

38 - Jorge Hage Sobrinho - Controladoria Geral da União

39 - Jose´Carvalho Siqueira - Segurança Institucional

Viver é Perigoso

CARTA QUE EU ESCREVI

São Paulo, 12 de dezembro de 2018

Caro Aldo,

A distância me impede de estar presente no jantar de gala programado para hoje no salão nobre do Clube Itajubense em homenagem ao seu aniversário. 

Grato pelo convite. Tenho certeza que os outros 499 amigos convidados estarão presentes.

Um grande abraço ao Moço de Passa Quatro, de Delfim Moreira, que tirou sorte grande (e coloque grande nisso) na passagem por Belo Horizonte e conquistou um lugar marcante na história de Itajubá.

Um rebelde com causas.

Cidadão influenciado por Henry Thoreau, como todos sabem, uma anarquista, nascido um pouco antes, em 1817, que pregava a desobediência civil e transformou o pensamento político de Tolstoi, Proust, Hemingway, Yets e outros.

Realmente, Thoreau e o caro amigo têm razão:

"O melhor governo é o que governa menos ".

Sou levado a concordar quando me acusam de mania de grandeza. Reafirmo: Sou amigo do Aldo.

Viver é Perigoso

ÓPERA DO MALANDRO



Chico Buarque deixou Paris para ir até Roma, onde foi recebido pelo papa Francisco.

Estavam juntos a sua namorada Carol Proner o argentino Roberto Carlés e a italiana Grazia Tuzi, todos ativistas de alguma causa.

Foram reclamar. Bons tempos em que o Chico se destacava na música pelas belas músicas compostas.

Viver é Perigoso

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

VAMOS A LA PRAIA !


Portaria 843/2018

Considerando a restrição nas projeções econômicas e financeiras do município, bem como a necessidade do controle dos gastos para fins de pagamento e equilíbrio fiscal, além de necessidade de fechamento dos demonstrativos contábeis relativos ao ano de 2018;

Art. 1º - Estabelecer Ponto Facultativo do dia 17 de dezembro de 2018 (segunda-feira) ao dia 24 de dezembro de 2018 (segunda-feira) e do dia 26 de dezembro de 2018 (quarta-feira) ao dia 04 de janeiro de 2019 (sexta-feira) para os servidores da Prefeitura Municipal de Itajubá.

Blog: Ao contrário da iniciativa privada, onde dificuldades exigem mais trabalho, na administração pública, menos.

É a vida...

Viver é Perigoso

SOB A LUZ DE VELAS



"Não foram os anos
que me envelheceram –
longos, lentos, sem frutos.
Foram alguns minutos."


Cassiano Ricardo

Viver é Perigoso

DIPLOMAÇÃO

Viver é Perigoso

O PORTA - VOZ !


“Paulo Maluf não tem nem nunca teve conta no exterior.” São dezessete sílabas, o mesmo número das do haikai, a forma clássica da poesia japonesa. 

A oração virou o mantra do malufismo defensivo. Há dezenas de anos, Adilson Laranjeira, assessor de imprensa do Paulo Maluf, calcula ter pronunciado a frase umas mil vezes. 

“A frase é imprescindível”, contou o assessor numa tarde na sede do Partido Progressista em São Paulo.  Adilson Laranjeira despachava em uma sala claustrofóbica, no Bexiga, com paredes de tinta gasta, uma janela tão pequena que lembra um basculante, e uma televisão que vive ligada. Sobre a mesa jazem jornais amarfanhados, vidros de xarope expectorante e um telefone celular antigo. 

“Toda semana é uma acusação, mas papel provando as denúncias nunca apareceu nenhum”, disse Laranjeira, antes de emendar, escandindo cada sílaba, talvez pela milésima primeira vez: “Paulo Maluf não tem nem nunca teve conta no exterior.”

A frase-mater foi usada pela primeira vez em 2000, durante a campanha de Maluf à prefeitura. 

Ele fala de jornalismo com autoridade. Foi chefe de reportagem da Folha de S. Paulo. Laranjeira era um chefe à primeira vista atemorizante: enorme, sarcástico, entediado e cheio de perguntas pertinentes e destrutivas aos jovens repórteres que voltavam da rua certos que tinham uma boa matéria. Só levantava da cadeira para discutir a primeira página com o diretor de redação, Boris Casoy. 

Em 1994, quando estava na Folha da Tarde, veio o convite de Paulo Maluf. 

Perguntado se não haveria apenas dois terráqueos – ele próprio e a Sra. Sylvia Maluf – a acreditar no que diz o ex-prefeito, Laranjeira foi, mais uma vez, profissional. “De jeito nenhum. Muita gente acredita!”, bradou. “Olha, converso com o Paulo mais do que falo com a minha mulher. Se o cara esconde algo, uma hora ele se trai. E, em todos esses anos, ele nunca, nunca escorregou em nada”. (dados da Piauí)

A célebre frase pode muito bem figurar na lápide do acusado: “Aqui jaz Paulo Maluf, que não tem nem nunca teve conta no exterior.”

Nos últimos tempos tem chamado a atenção de todos, a ligeireza com que a assessoria do Aécio Neves tem se apresentado na mídia, imediatamente quando o ex-governador mineiro é citado em algum rolo (e são tantos) ou é mencionado em alguma operação da Polícia Federal. O mantra difere um pouco: " O Senador Aécio Neves sempre esteve a disposição das autoridades para prestar qualquer esclarecimento"

É a vida...

Viver é Perigoso

NA ESTRADA NOVAMENTE



Caros amigos,

De volta na estrada.

Viver é Perigoso

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

SÓ BLUES



Viver é Perigoso

DESERTA ?


No mínimo curioso e de chamar a atenção, uma vez que imagina-se tratar de uma oportunidade comercial que costuma interessar a todos os bancos. Lembrando, que o contratado, até então em vigor, era com a Caixa Econômica Federal, rompido unilateralmente pela Prefeitura de Itajubá.

Ata de classificação do Pregão Presencial nº 108/2018, promovido pela PMI, para contratação de instituição financeira pública ou privada para a prestação de serviços de gerenciamento e processamento da folha de pagamento dos servidores públicos do município de Itajubá.

A pregoeira faz constar que a presente licitação foi declarada DESERTA.

Por falar nisso, será que saiu o famoso empréstimo aprovado pela Câmara Municipal, de R$ 20 e poucos milhões, junto ao setor bancário com garantias de recebíveis ?  

Viver é Perigoso

JOÃO SÓ


Doravante só João Teixeira de Faria.

Viver é Perigoso

CAMINHONEIROS

Viver é Perigoso

NÃO ESCAPA UM !


Como dizia, em alto e bom som, uma Professora do Grupo Escolar Rafael Magalhães, na Boa Vista: 

- Não escapa um ! Quem passou por cargos políticos, inevitavelmente, tomou conhecimento, chegou a presenciar, em alguns casos compartilhou, ou ainda fingiu não perceber a existência de esquemas não republicanos. Resumindo: corrupção.

O País não terá novos rumos jogando o lixo dos últimos 20 anos para debaixo de um gigantesco tapete.  Providencias são esperadas e com certeza serão tomadas pela gente nova no poder. Com o instrumento das denúncias muitos, inimaginavelmente, cairão.

Daí advirá um tempo de certezas.

Enfim... a profissão mais promissora no mercado  é a de advogado criminalista. Ou melhor, bom advogado criminalista.

Viver é Perigoso 

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

GRRRRRR...AU,AU,AU....

Viver é Perigoso

SÓ PARA CONTRARIAR

Claro que todos nós ficamos felizes com as melhorias e os investimentos privados que vêm acontecendo em Itajubá. Bem vindo um Supermercado Atacado/Varejo que poderá significar novas oportunidades para o consumidor. Da mesma forma que um conjunto de salas de cinema, também possível por um investimento privado e com o amparo da população que cedeu uma área nobre para a sua construção.

Como também, todos nós ficamos tristes e preocupados com as notícias das dificuldades atravessadas pelo grande empregador Frivasa e outros ainda não confirmados. Seguida da da constatação da incapacidade da Administração Municipal, nos últimos 6 anos, de promover a criação de um mínimo de novas oportunidades de trabalho na cidade.

O impacto causado por bombásticos anúncios das modernidades do cinema "sustentável" em todas as mídias, acaba deixando em segundo plano a necessidade de sustentação dos empreendimentos, que, desde antigamente, vem sendo conseguida com a presença de usuários com recursos advindos dos empregos.

Interessantes as informações na imprensa sobre o moderno cinema em construção na cidade. Segundo as autoridades, estaremos diante de uma das unidades de cinema mais modernas do mundo. Da América Latina, com certeza.

Para aqueles que têm carros elétricos, um conforto: no estacionamento do cinema terão acesso a carregadores de bateria.

No caso da enorme maioria, aventura mesmo será deslocar-se do bairros até o cinema, localizado no Parque Municipal. No mínimo dois ônibus.Um até o centro da cidade e outro até o Distrito Administrativo.

O futuro chegou na terrinha.

Viver é Perigoso

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

CANTINHO DA SALA

Henri Matisse -  O Palhaço 1943 - MoMa NY.
Viver é Perigoso

O QUE SERÁ ISSO ?


Atenção senhores prestadores de serviços de qualquer natureza:

Publicado hoje o Edital de Licitação, 112/2018, na modalidade de Pregão Presencial, da Prefeitura de Itajubá  para "contratação de licenciamento de uso temporário de sistema para a modernização da Administração Tributária Municipal, com  a finalidade de controlar a arrecadação e gerir o imposto sobre serviços de qualquer natureza".

Blog: Curiosidade: como é feito o controle hoje ? 

Viver é Perigoso


MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

JUÍZO MOÇADA !


"Fale, explique e ganhe a confiança das pessoas. Sem isso fica difícil."

FHC

Blog: De forma alguma, significa para o responsáveis pela Administração Pública, uma humilhação ou sinal de fraqueza. Pura manifestação de grandeza, de responsabilidade e uma obrigação. Tudo simples. 

Viver é Perigoso

ADVOGADO DE DEFESA

Viver é Perigoso

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

ROCK E BLUES



Viver é Perigoso

LIBEROU GERAL

A Câmara dos Deputados aprovou ontem uma espécie de “relaxamento” para aos prefeitos de municípios que não tem cumprido com os requisitos da Lei de Responsabilidade Fiscal. 

O Projeto de Lei Complementar 270/16, veda sanções a quem ultrapasse o limite para a despesa total com pessoal nos casos de queda de receita. 

A medida já havia sido aprovada no Senado em abril de 2016 e como foi aprovado na Câmara sem alterações no texto agora segue para sanção do presidente Michel Temer.

Viver é Perigoso

TEMPOS COMPLICADOS

Cristiane Brasil e seu pai, Roberto Jefferson
Viver é Perigoso

NINGUÉM É DE FERRO


Numa hora dessas a gente fica sabendo do Pregão Eletrônico Nº 115/2018, da Prefeitura Municipal de Itajubá, para compra de aparelhos de ar condicionado e cortina de ar (sim, isso mesmo !) para atender a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e dá um frio...

Logicamente, terão o cuidado de comprar aparelhos quente/frio, afinal...

Tomara que tenham uma justificativa.

Viver é Perigoso

VERGONHA !

Viver é Perigoso

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

EM CARTAZ !


Sou do tempo em que os padres cantavam e oravam em igrejas e praças públicas. De graça, com graça e para a graça. 
Promovido pela Associação Comercial de Itajubá. Ah ! no teatro da cidade.
Segundo informado, a comprovação de compras, no comércio local, no valor de R$ 2 mil, daria direito a um ingresso para o Show do padre cantor.
A ACIEI poderia dar um presente para os admiradores do Padre Melo, promovendo um segundo show num local aberto.

Na internet, alguns desistentes estão oferecendo ingresso por algo em torno de R$ 150.

Viver é Perigoso

SALDÃO



Deu na Coluna Esplanada:

Encalharam nas livrarias de Brasília duas biografias de nomes nacionais do cenário político que caíram em desgraça (eleitoral e judicial). O preço de “A vida quer é coragem”, sobre história de Dilma Rousseff, caiu de R$ 39,90 para R$ 2,99. Já “Aécio Neves: Quando a política vale a pena” (será?) teve baixa de R$ 29,90 para R$ 4,95.

Convenhamos, ter uma história sobre a sua vida colocada à venda por menos de R$ 5,00, é dose. Enfim, consegui achar duas boas sugestões para presentear alguns inimigos secretos.

Nada contra, mas jamais cheguei perto de um livro de poesias do José Sarney, e de livros escritos pelo Paulo Coelho e Chico Buarque. Continuo gostando das músicas do Chico compostas quando ele ainda tinha juízo e das letras do Paulo Coelho para as músicas do Raul Seixas.

Viver é Perigoso

ROU, ROU, ROUBOU...MAS O GILMAR, SO, SO, SOLTOU

Viver é Perigoso

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

LEI DO SILÊNCIO ? ERRAMOS !

 

Tomamos conhecimento que o Vereador independente, Marcelo Krauss, convidado, foi entrevistado na Rádio Itajubá AM pelos excelentes Elaine Romão e Roberto Calado.
Reconhecimento ao Vereador, também independente, diretor da emissora, Dr. Zambrana.

Abrir espaço para independentes, praticamente em todos os espaços da terrinha, é quase suicídio.

Viver é Perigoso

PHOTOGRAPHIA NA PAREDE

Fidel Castro
Viver é Perigoso

ATOS INSTITUCIONAIS E COMPLEMENTARES


A moçada muito fala nos Atos Institucionais, num total de 17, baixados pelo poder executivo no período de 1964 a 1969, regulamentados por 104 atos complementares. As normas, editadas pelo Presidente da República, com respaldo dos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, estavam acima da Constituição. O objetivo, segundo os governos da época, era combater a corrupção e a subversão. 

O mais terrível de todos foi o Ato Institucional - 5, publicado no dia 14 de dezembro de 1998. Será muito comentado na imprensa quando dos seus 50 anos. 

Resumindo:

AI-1 - Foi editado em 9 de abril de 1964.- Dava ao governo militar o poder de alterar a constituição, cassar leis legislativas, suspender direitos políticos por dez anos e demitir, colocar em disponibilidade ou aposentar compulsoriamente qualquer pessoa que tivesse atentado contra a segurança do país, o regime democrático e a probidade da administração pública. Determinava eleições indiretas para a presidência da República. 

AI-2 - Instituiu a eleição indireta para presidente da República, dissolveu todos os partidos políticos existentes desde 1945, aumentou o número de ministros do Supremo Tribunal Federal de 11 para 16, reabriu o processo de punição aos adversários do regime e estabeleceu que o presidente poderia decretar estado de sítio por 180 dias sem consultar o Congresso. Também poderia o presidente intervir nos estados, decretar o recesso no Congresso, demitir funcionários por incompatibilidade com o regime e baixar decretos-lei e atos complementares sobre assuntos de segurança nacional.

AI-3 - Editado em 5 de fevereiro de 1966, que estabelecia que os governadores e vices seriam eleitos indiretamente por um colégio eleitoral, formado pelos deputados estaduais. Também estabeleceu que os prefeitos das capitais seriam indicados pelos governadores, com aprovação das assembleias legislativas. 

AI-4 - Editado em 7 de dezembro de 1966, convocou ao Congresso Nacional o estabelecimento de uma nova carta constitucional - a Constituição de 1967 - que revogaria de forma definitiva a Constituição de 1946.

AI-5 - Concedia ao Presidente da República, dentre outros, os poderes de cassar mandatos, intervir em estados e municípios, suspender direitos políticos de qualquer pessoa e, o mais importante, decretar recesso do Congresso e assumir suas funções legislativas no ínterim. O AI-5 também suspendeu o Habeas Corpus para crimes políticos. Por consequência, jornais oposicionistas ao regime militar foram censurados, livros e obras "subversivas" foram retiradas de circulação e vários artistas e intelectuais quiseram se exilar no estrangeiro.

AI-6 - Foi editado em 1 de fevereiro de 1969, reduziu de 16 para 11 o número de ministros do STF. Estabeleceu também que os crimes contra a segurança nacional seriam julgados pela justiça militar e não pelo STF.

AI-7 - Foi editado em 26 de fevereiro de 1969, suspendendo todas as eleições até novembro de 1970.

AI-8 - Foi editado em 2 de abril de 1969, estabelecendo que estados, Distrito Federal e municípios com mais de 200.000 habitantes poderiam fazer reformas administrativas por decreto.

AI-9 - Foi editado em 25 de abril de 1969. Seguindo a esteira dos atos institucionais anteriores, estabeleceu regras para a reforma agrária cuja doutrinação tinha cunho estritamente conservador. Dava poder ao presidente para delegar as atribuições para a desapropriação de imóveis rurais por interesse social, sendo-lhe privativa a declaração de zonas prioritárias. 

AI-10 - Foi editado em 16 de maio, determinava que as cassações e suspensões de direitos políticos com base nos outros atos institucionais acarretariam a perda de qualquer cargo da administração direta, ou indireta, instituições de ensino e organizações consideradas de interesse nacional.

AI-11 - Foi editado em 14 de agosto de 1969. Estabeleceu novo calendário eleitoral, fixando a data das eleições gerais para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores - as quais estavam suspensas. 

AI-12 - Foi editado no dia 30 de agosto de 1969. Face aos sintomas de trombose cerebral apresentados pelo Presidente Costa e Silva, estabeleceu que uma junta militar composta pelos ministros militares assumiria o poder e não o vice-presidente Pedro Aleixo, como mandava a constituição. 

AI-13 - Estabelecia o "banimento do território nacional de pessoas perigosas para a segurança nacional", 

AI-14 - Ato Institucional Número Quatorze ou AI-14, que estabelecia a modificação do artigo 150 da constituição, com a aplicação da pena de morte nos casos de comprovada participação em atos de terrorismo que resultasse em morte e também em "guerra externa, revolucionária ou subversiva"

AI-15 - O Ato Institucional Número Quinze, ou AI-15, foi editado no dia 9 de setembro de 1969 fixando as eleições nos municípios sob intervenção federal para 15 de novembro de 1970.

AI-16 - O Ato Institucional Número Dezesseis, foi editado em 14 de outubro de 1969. Declarou vagos os cargos de presidente e vice-presidente da República, marcando para o dia 25 seguinte a eleição presidencial indireta pelo Congresso Nacional, em sessão pública e por votação nominal. Fixou também o fim do mandato do presidente eleito em 15 de março de 1974, e prorrogou os mandatos das mesas da Câmara e do Senado até 31 de março de 1970.

AI-17 - O Ato Institucional Número Dezessete, ou AI-17, também editado em 14 de outubro de 1969, autorizava a junta militar a colocar na reserva os militares que "tivessem atentado ou viessem a atentar, comprovadamente, contra a coesão das forças armadas". Uma forma encontrada para conter a oposição encontrada pela indicação de Médici.

Viver é Perigoso


SEMPER FIDELIS


A imagem de Sully, o cão do ex-presidente George H.W. Busch, de vigia junto ao seu ataúde.

Emociona.

Viver é Perigoso

VINHO NACIONAL (DOS BRASILEIROS)


Condenado por lavagem de dinheiro e cumprindo prisão domiciliar em São Paulo, o deputado federal cassado Paulo Maluf colocou sua adega à venda.

Trata-se de uma das mais célebres adegas do País.

Maluf é tido como o maior colecionador de Romanée-Conti do Brasil. E das melhores safras, ou seja, as de 1961, 1966, 1971, 1978, 1985 e 1990. 

Aliás, o mais caro dos vinhos oferecidos é uma garrafa magnum (de 1,5 litro) do Romanée-Conti, safra 1971. Maluf pede por esse néctar da Borgonha US$ 66,8 mil, o equivalente a R$ 258 mil.

Informações dão conta que estão disponíveis para a comercialização, 862 garrafas das melhores safras dos grandes vinhos da Borgonha. 

Quem se interessar, vai pagar um total de US$ 3.889 milhões (cerca de R$ 15 milhões).

Os negócios serão fechados com pagamentos em dinheiro vivo.

É a vida...

Viver é Perigoso

O "X" DA QUESTÃO !


Juízo Moçada ! 

Após sete anos sem fazer licitação para varrição de ruas a cidade de São Paulo pode pagar R$ 171 milhões a menos por ano pelo serviço na cidade. 
A redução de cerca de 20% do preço do serviço em relação ao valor de referência da licitação em andamento na Prefeitura é o cenário que surgiu das melhores propostas das empresas classificadas. 
O contrato assinado em 2011, na gestão Gilberto Kassab, vem sendo prorrogado anualmente, amparado nos chamados "acordos emergenciais". (deu no Estadão).

Como segue o contrato de limpeza pública na terrinha ?

Viver é Perigoso