sexta-feira, 12 de outubro de 2018

SEMENTES DO ÓDIO


Diferença fundamental entre uma simples raiva e um triste acesso de ódio.
Cansado depois de um dia de labuta, um banho reparador e um suculento prato - feito esquentado do micro-ondas, o elemento (como sempre diz a polícia) recolhe-se ao seu leito.
O esgotamento físico não o permite que derrote uma única folha do livro que tenta ler há medidos 6 meses. Corajosamente já alcançou a vigésima sexta página do total de quatrocentos e vinte de duas.
A raiva:
Com a luz apagada, o pernilongo passa zunindo em um rápido e explorador mergulho. Alerta geral.
Segundo voo, luz acesa e o sacrifício do inseto com uma certeira toalhada ainda úmida.
A raiva esvai-se.
O ódio:
Nem bem pegou no sono e os sinos, pior ainda, eletrônicos, da Igreja São José, anunciam a chegada das seis horas. Pula da cama.
Necessidade premente de vingança. Ódio extremo ao ver na parede branquinha o gordo, ou melhor a gorda e abastecida pernilonga (só as fêmeas picam).
Questão de vida ou morte,
Azar para o relógio, para o ônibus, para o tempo.
A pesada pernilonga, com tanque cheio de sangue vermelho (a citação é válida, uma vez que na terrinha existem alguns que acreditam, pelos narizes empinados, que o possuem na cor azul), mal tem forças para um único deslocamento.
A chinelada é certeira e violenta.
Também anda acontecendo com relação a polítIca e políticos.
Raiva e ódio.
Raiva no dia a dia. Ódio somente quando sugam o sangue, o que vem acontecendo com certa frequência.
Dessa vez, o chinelo, quase sempre não usado, é o voto.

É a vida.

Viver é Perigoso

3 comentários:

Anônimo disse...

E quanto ao ódio que vc não faz questão de esconder que tem pelo RR?
E quanto ao incitamento ao ódio que vc não faz questão de esconder em relação à atual administração?
Esse blog é uma perfeita tribuna que é usada para incitamento ao ódio.
Assim como aquele nosso jornal tradicional, que, infelizmente, foi transformado em um jornaleco de quinta categoria.

Edson Riera disse...

Quinta Categoria -

Sinceramente ? certa vez, bem longe da terrinha, tentei sentir ódio de alguém. Falhei. O máximo que senti foi uma raiva forte que logo passou. Ódia gera perseguições e vinganças, inclusive com gastos de recursos. O ódio, depois do "sucesso" de ter prejudico a alguém, deve fazer o sujeito se sentir poderoso e até feliz. A alegria se completa com transmitir, direta ou indiretamente, solidariedade para aquele que foi prejudicado, ou pessoas próximas.

O blog, devidamente assinado, tem se mostrado crítico a todos os políticos, desde a sua fundação, há 9 anos. Foi com o Prefeito Dr. Jorge, que deve ter se chateado na ocasião, mas continuou com o relacionamento respeitoso. Na época, o pessoal da atual administração curtia e aplaudia.

O responsável pelo blog elogiará publicamente a administração atual, quando ela praticar a transparência total. Quando libertar do jugo a Câmara Municipal. Quando liberar a mídia para o uso de opiniões divergentes. Quando declarar somente verdades. Quando esclarecer todas as dúvidas que seguem no Ministério Público e Polícia Civil. Quando discutir as prioridades de governo.

E querer muito ? O blog não é jornal, mas já imaginou o ódio que as revistas, as tv´s, têm do Temer, do PT, do pmdb, etc ? Não se trata de ódio.

O blog também, com todo o respeito, não é o Facebook, e a qualidade dos seus leitores impede o incitamento a qualquer coisa, inclusive a proselitismo político. São cabeças feitas.

O blog acaba sendo um espaço importante. Onde você conseguiria ter um seu comentário publicado na cidade, aparentemente, batendo de frente com o titular.

Quanto ao tradicional jornal (tem a minha idade), imagino eu, sobreviva com dificuldades pela falta de publicidade, uma vez que, autoritariamente, os possíveis clientes são "desestimulados" a anunciar. E mais, seu diretor é perseguido claramente em seus outros negócios.

Porque ainda não tentaram fechar o blog ? No fundo, eles conhecem bem o responsável e sabem de sua seriedade e desinteresse político partidário. E mais, no fundo, sabem que ele está certo.

Zelador

Anônimo disse...

Se tivesse tal ódio ( reforço o se) não estaria em nada diferente do que a atual administração e seus aspones têm dos seus pseudos adversários. cidadão preocupado