sexta-feira, 19 de outubro de 2018

CALMA MOÇADA !


O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deu seguimento à investigação judicial pedida pelo PT para apurar se a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) foi beneficiada pela compra milionária, por parte de empresas, de pacotes para disseminar fake news.

O magistrado, que é o corregedor-geral Eleitoral, intimou o candidato do PSL e deu cinco dias para ele se manifestar no processo. Mussi, porém, afirmou que neste momento não cabe determinar as diligência requeridas pelo PT, de busca e apreensão e quebras de sigilos telefônicos e bancários de empresas envolvidas.

“Observo que toda a argumentação desenvolvida pela autora está lastreada em matérias jornalísticas, cujos elementos não ostentam aptidão para, em princípio, nesta fase processual de cognição sumária, demonstrar a plausibilidade da tese em que se fundam os pedidos”, explicou.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: