sexta-feira, 7 de setembro de 2018

AMIGO !


Nunca estive em Kuala Lumpur, capital da Malásia, que na minha fantasia, é uma cidade paradoxal, com edifícios modernos e sarjetas pobres e animadíssimas.

Por alguma razão, que não consigo identificar, meço meus amigos pelo "Teste Kuala Lumpur". Tive e tenho muitos amigos que não são Kuala Lumpur, e outros poucos, pouquíssimos que o são. Funciona assim:

Você está em Kuala Lumpur e, numa noite, desavisado, aventura-se pelos bairros mais perigosos da cidade (afinal só se vive uma vez). Mas a coisa não acaba bem. Será que você foi agredido ou será que colocaram algo suspeito na sua bebida ? Tanto faz. Você perdeu tudo: dinheiro, cartões de crédito e débito, passagens e documentos. Só sobrou a a roupa do corpo (suja e reduzida ao mínimo), com bolsos vazios. Antes que você saia à procura do consulado, você tem direito a fazer um telefonema para pedir ajuda. Para quem você liga ?

Tem que ser alguém que não vá julgar você pelo seu passeio nas sarjetas, alguém que não o questione e que aja, na hora, sem hesitar - por exemplo, parando o que está fazendo (onde quer que esteja) e pagando um avião para ir ao seu socorro.

Oa amigos Kuala Lumpur devem ser capazes de decidir rapidamente o que é essencial e o que não é. Eles devem conseguir pensar, mas sem deixar de agir

Contardo Calligaris

Blog: Hoje encontrei no Tererê um amigo Kuala Lumpur. Dalton Barbosa 

Viver é Perigoso

2 comentários:

Tomaz Josete Wood Noronha disse...

Riera,
gostei do adjetivo, pois tenho um filho Kuala Lumpur. O Daniel que é professor de educação física, lá em Kuala Lumpur, faz 3 anos.
Abraços
Tomaz

Edson Riera disse...

Tomaz -

Pelas fotografias e informações trata-se de uma cidade de ponta.

Um abraço Tomaz, um grande amigo.

Riera