sexta-feira, 3 de agosto de 2018

NOVO COM TUDO


Primeiro postulante ao governo de Minas a registrar sua candidatura do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), o empresário Romeu Zema (Novo) declarou um patrimônio de quase R$ 70 milhões. 

No caso de Zema, a maior parte dos valores declarados são de quotas e quinhões de participação em empresas e aplicações financeiras.

Natural de Araxá, Romeu Zema Neto, é presidente do conselho do Grupo Zema. A empresa de 95 anos atua no setor de varejo de eletrodomésticos, presente em cerca de 460 cidades mineiras, e na distribuição de combustíveis. Neste ano, a previsão é de que o grupo fature 4,5 bilhões de reais.

Bom candidato.

Viver é Perigoso

6 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom, vai ter uns 3.000 votinhos.

Marco Antonio Gonçalves disse...

Zelador,

entrevistei Romeu Zema em janeiro quando esteve em Itajubá. Sinceramente, me pareceu mais um engodo, como são todos aqueles que se dizem "não-políticos", mas entram na política. Sua assessoria fez questão de frisar para mim antes da entrevista que ele era um profissional liberal e que o Novo era um partido formado por profissionais liberais. Questionei o candidato sobre o fato de o partido Novo ser fundado por grandes empresários (o que de fato é) e como ele era um profissional liberal se sua empresa havia faturado 4,5 bilhões em 2017? Sua assessora pediu para eu não perguntar sobre esse tipo de coisa.
Ele defende privatizações para tudo. Me disse que iria privatizar a saúde e a educação e daria um voucher (o povo sabe o que é isso?)para as famílias matricularem seus filhos onde quiserem e também para ter o plano de saúde que quiserem. "Todo mundo sabe que privado é melhor?", ele disse. O Estado não tem dinheiro para pagar salários e ele quer dar vouchers para a população. Isso deve ser ótimo na Noruega, mas no Brasil simplesmente não funciona. Resumindo, ele não faz ideia do que é o Brasil, assim como o Amoedo.
O discurso de extrema-direita e neoliberal do Novo é muito bonito no papel, mas é tão utópico quanto o da extrema esquerda que prega a revolução do proletário.
Aí tenho que concordar com um dos mantras da esquerda de que o partido só vai "governar para banqueiros". Os gurus do Novo são Thatcher e Reagan. Só perguntar para um trabalhador médio inglês dos anos 80 se ele era feliz com a Dama de Ferro. E outra, a guerra fria acabou. Os tempos são outros. A sorte do povo é que o Novo vai ficar somente na ideia. Cordial abraço

Edson Riera disse...

Votinhos -

Tirando o meu candidato João Batista Mares Guia, o candidato do Novo é o melhor, penso eu. Terá muitos votos e permita-me, votos de altíssima qualidade, se é que podemos dizer isso.

Zelador

Anônimo disse...

QUE LEGAL ZELADOR, COMO SE OS VOTOS DE ALTÍSSIMA QUALIDADE VALESSE PARA ELEGER ALGUEM.
Se fosse assim este pais seria outro, a realidade é QUANTIDADE e não QUALIDADE, credo em cruz, vc e suas manias; alias que bom bom q vc vai votar no Mares Guia, é excelente, haja visto que esta ajudando muitos companheiros por aqui, mas não se preocupe o Anastasia vai dar com pau, e seu candidato ai no fundo no fundo ta junto com o Pimentel, PT é PT, sabemos disso.
Vamos lá; não sofra!
Jair! Anastasia! Dilma! Bilaquinho! Dalmo!
Pra terrinha ta bão demais.

Edson Riera disse...

Bão Demais -

Com esse seu comentário aí concluímos que estamos lascados. Está mais para fake do facebook do que para blog assinado.

Fazer o quê ?

Zelador

Edson Riera disse...

Marco Antonio -

Concordo com parte do seu comentário e disposto e interessado em discutir os pontos discordantes. Nós brasileiros estamos curtidos e desconfiados de tudo. No fim, mas bem no fim, a única saída que temos é a política. Uma boa política, com participação e transparência. Claro que também soa como uma utopia.
Jamais, e a história mostra, que radicalismo de direita e de esquerda não leva a lugar nenhum, muito menos esse ajuntamento esdrúxulo chamado Centrão.
Estamos lascados e lamento pensar que o próximo governo, qualquer que seja, será apenas o palco para caos. Trabalhei e vivi muito dos dois lados. Um empresário, por mais sucesso que tenha na sua vida privada, se não tiver sensibilidade e visão social apurada, não terá sucesso na administração pública. As diferenças neste País/Continente são extraordinárias.
Como sempre repete um amigo querido: Só Deus.

Abraço,

Edson