sábado, 21 de julho de 2018

E A SIVA POWER, HEIN ?


Mais rico e populoso estado americano, a Califórnia é conhecida por seu protagonismo tecnológico e capacidade de promover inovação em diferentes setores da economia com repercussão direta no resto do planeta. 

Ao se tornar o primeiro estado dos EUA a tornar obrigatória a instalação de energia solar em todas as novas residências (a medida entra em vigor em 2020), a Califórnia dá um gigantesco passo para popularizar essa fonte de energia limpa e renovável num ritmo sem precedentes. 

A novidade deverá encarecer as construções entre US$ 8.000 (R$ 31 mil) e US$ 12 mil (R$ 46,5 mil), mas o resultado compensa. Calcula-se que o custo adicional das parcelas de uma hipoteca padrão (de 30 anos) seria de cerca de US$ 40 (R$ 155) mensais. 

Por outro lado, a economia estimada no consumo de energia para aquecimento, refrigeração e iluminação dos ambientes seria de aproximadamente U$ 80 (R$ 310) mensais, o que confirma a inteligência do investimento.

Um sinal de que o mercado já “precificou” a guinada da Califórnia na direção da energia solar é que os principais representantes do setor construtivo apoiaram as novas regras. Já os fabricantes do kit solar (são várias peças e equipamentos) festejam a projeção de crescimento de 44% na demanda. 

Há uma revolução em curso quando se considera a popularização das baterias capazes de armazenar a energia solar, permitindo que o usuário se beneficie da força que vem do astro-rei mesmo quando o sol não estiver brilhando no céu. 

Na prática, essas baterias (desenvolvidas justamente na Califórnia) significam a autonomia energética do usuário, que não dependerá, como hoje —talvez apenas em circunstâncias extremas—, das redes de distribuição. 

O “sonho californiano” nunca foi tão real quando o assunto é energia. Todos os caminhos levam ao Sol.

Folha de São Paulo

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Siva? Mais um sonho. Marketing puro. Contar com o ovo ainda na b.... da galinha. Mostramos incompetência numa reunião com os americanos. Perguntas importantes ficaram sem respostas. Bixacot e equipe estavam lá. Isso mostra que ser só um bom moço não resolve.

Anônimo disse...

ser só um bom moço não resolve.

Interessante, a viagem de noivado aos estates realmente calou todas as noivinhas e cia.
Assunto encerrado, vamos aos cursilhos Bixacot, quem sabe é melhor. kkkk