segunda-feira, 4 de junho de 2018

VENTOS DE GUERRA


Pois é...por falta de aviso é que não foi:

"A troca de diretoria está mudando a Fiemg muito mais que o esperado. A sucessão na maior entidade empresarial do Estado não teve disputa, com a eleição de uma chapa única liderada pela oposição e apoiada pela situação. Mas, na prática, o grupo que ascendeu ao comando vai varrendo o anterior. 
O novo presidente Flávio Roscoe assumiu com organograma amplamente renovado: mudaram 11 dos 15 vice-presidentes, o conselho fiscal, cargos de diretoria, gerências, etc. Apesar da aparente unidade, o que ocorre é uma virada de ciclo, com o fim do mando de 16 anos do grupo ligado a Robson Andrade, presidente da CNI, e o início da era Roscoe, ainda uma incógnita.

Uma das decisões iniciais de Roscoe, já antecipada a jornalistas, é romper o acordo do Senai mineiro com a CNI para construção de laboratório de alta tecnologia em Itajubá. 

As obras foram anunciadas por seu patrono, Robson Andrade, durante a posse de Roscoe. Mas a nova cúpula da Fiemg resolveu retirar o apoio ao projeto, que custa mais de R$ 1 bilhão e beneficiaria poucas empresas. 
Além disso, a nova direção da Fiemg não quis manter Robson como o seu representante na CNI. O que deixa ele, Robson, em posição vulnerável na presidência da entidade nacional, já que um dos requisitos para o seu cargo é representar uma federação estadual.'

Raquel Faria - O Tempo

Blog: É obrigação da liderança local agir localmente, mas raciocinar em termos globais. 

Viver é Perigoso

6 comentários:

Anônimo disse...

É se for verdade, parece que é zelador as " profecias" estão se realizando infelizmente. Vamos ver o poder local se mexe.

Anônimo disse...

Lembranças da PKC. Temo que não vão fazer nada. Até porque não sabem. Só lamuriar!Lembram: decisão empresarial, problema de mercado, crise no setor, etc. etc. etc.. Agora perseguir os pseudos inimigos na CM e com eles mesmos. Ou decretar calamidade pública inexistente. Mas temos o parque com lago, peixes, pedalinho. E olha que pode sair mais um lá pelas bambas do Piranguçu.

Anônimo disse...

Blog: É obrigação da liderança local agir localmente, mas raciocinar em termos globais.

Interessante, vc viveu elogiando o Andre Gesualdi,o fodão, agora que precisa dele não fala nada? Ah.... Rei posto é rei morto? É isso ! Hipocrisias.....

Edson Riera disse...

Hipocrisias -

Conheço o André faz séculos. Serio, competente e sempre envolvido com os interesses da cidade e do seu setor. Todos precisam de amigos e não sou exceção. Tenho expectativas de que o Andre, mesmo não exercendo cargos na Fiemg, prossiga defendendo os interesses da terrinha.

Zelador

Anônimo disse...

Nem sempre concordamos 100% com as pessoas, mas que o André é um cidadão engajado com os interesses da terrinha e região não resta a menor dúvida. Parece muito, mas muito mais que seus críticos como o companheiro aí de cima.

Edson Riera disse...

Companheiro -

Sem dúvida.

Zelador