sexta-feira, 22 de junho de 2018

CHORAR


"Foi um dia agitado para o jogador mais caro do mundo, fonte de atritos constantes, que resmungou, gemeu e se jogava no chão constantemente, podendo ter sido expulso por uma combinação de desentendimentos e trapaça"

The Guardian - Inglaterra

Incomoda e muito essa choradeira que ataca os jogadores brasileiros de futebol. 

Mas não é sempre assim.

Outro dia, todos se emocionaram ao ver alguns jogadores do Panamá às lágrimas quando da execução do hino nacional do País. Bonito. Possivelmente estavam vendo a pátria na bandeira tremulando. As dificuldades do seu povo, as conquistas e a luta que enfrentaram para chegar até ali.

Os nossos tatuados e hábeis craques não conseguiram, até o momento, chorar na hora certa. Chorar tem hora e razão. Muita alegria ou muita tristeza. E longe das câmaras.

Viver é Perigoso 

 

Nenhum comentário: