terça-feira, 1 de maio de 2018

TRIO DA SEGUNDONA


Os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, ironicamente chamados de “trio da segundona” nas rodas de bate-papo de advogados e ministros de tribunais superiores, poderão decidir pela transferência do ex-presidente Lula para cumprimento de sua pena em prisão domiciliar. No Supremo Tribunal Federal (STF), os três ministros que formam a maioria da Segunda Turma, a “segundona”, têm adotado decisões festejadas por investigados, réus e condenados na Lava Jato. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
O julgamento do pedido de prisão domiciliar de Lula, a partir do dia 4, será virtual, eletrônico, sem holofotes, televisão ou pressão.
Os ministros do STF terão até o derradeiro minuto da quinta-feira (10) para decidir sobre a adoção de pena leve para o petista corrupto.

Sponholz

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: