quarta-feira, 23 de maio de 2018

DE VOLTA AO PASSADO PENSANDO NO FUTURO


Na terrinha, mesmo que lentamente, algumas coisas parecem que voltam a entrar nos eixos.
 
Notícias dão conta que foi assinado o Termo de Cessão para uso temporário das dependências do Complexo Histórico e Cultural da Unifei, no centro da cidade, pela Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá (Incit), uma das unidades que compõem o ecossistema de empreendedorismo do município.

Lá pelo final dos anos 90, o prédio histórico da nossa Escola, graças a entendimentos entre o Prefeito da época, Francisco Marques, o Reitor da Unifei, Professor José Carlos, o idealista Prof. Renato Nunes e o operante Luiz Salomon, a Incubadora de Empresas de Itajubá iniciou a sua caminhada nas mesmas instalações. 

Muita luta, sucessos e incompreensões nesses anos todos.

Mas enfim...prevalece o bom senso.

É a vida...

Viver é Perigoso

6 comentários:

SANTIAGO - EFEI - DEZ/82 disse...

Caro Zelador, boa tarde.
É preciso lembrar que esta cessão se dá, em finais razões, pela interdição do prédio construído no Campus da Unifei para abrigar a INCIT e que foi desocupado por sérios riscos de DESABAMENTO. Prédio novinho que custou alguns MILHÕES DE REAIS e encontra-se abandonado por não ser possível a utilização. Sem desmerecer a iniciativa de utilizar o prédio histórico no Centro, seria interessante que seus leitores soubessem a real causa desta situação. Nossa escola precisa ser passada a limpo. Abraços e sucesso!

Edson Riera disse...

Santiago -

Preciso confirmar e o farei: o prédio construído na Unifei teve problemas estruturais que já teriam sido corridos. Não sei se acarretaram custos extras.
A incubadora começou no prédio central da Unifei e não creio que tenha saído de lá antes que o tal prédio tenha ficado pronto.
Está voltando agora.
Carente de checar os acontecimentos durante esse tempo.
A razão do registro é tentar evitar que aconteçam episódios na terrinha, como do, politicamente, interrompido por uns 12 anos, projeto de desenvolvimento baseado na ciência&tecnologia. Hoje retornando nas mesmas bases do passado. Quem serão os responsáveis pelo irreparável tempo perdido. Imagine se daqui uns tempos, com outro grupo político no poder, resolvam aterrar o lago e encerrar as portas do teatro ?
Simples concluir que o importantíssimo projeto, na época chamado de tecnopolis, não era visto com olhos. Era para ser sentido em termos de oportunidades e bem estar para Itajubá e região.

Abraço

Zelador

Anônimo disse...

O prédio da Incubadora foi ocupado sim. Sem elevador por causa de um pilar central que cedeu. A firma, construtora da terrinha, fez um reforço sem sucesso. Teve que ser desocupado.

Edson Riera disse...

Teve que ser desocupado -

De novo ? Vou procurar, embora acredite ser dificílimo, buscar informações.

Zelador

Anônimo disse...

Gesualdi comentou na imprensa que o prédio foi avaliado recentemente, é possível recuperar e que já teria ate recursos para tal.. via Inovai.

Edson Riera disse...

Via Inovai -

Inovai ? Sinceramente ? até prova em contrario só consigo ver a Unifei botando recursos. Cessão de área, etc. PMI, CDL, ACIEI e outros, só apoio moral.
Ando tentando falar com alguém sobre o assunto, mas está difícil.

Zelador