quarta-feira, 11 de abril de 2018

SERIA CÔMICO SE NÃO FOSSE TRÁGICO



Um belo mico pagaram nove governadores do nordeste e os senadores de sempre, os petistas, Gleici e Lindbergh e o peemedebista Requião.

Como noticiado no "Diário do Poder", os políticos abandonaram os afazeres e torraram dinheiro público, inclusive no aluguel de jatinhos, para viverem um dos momentos mais desmoralizantes desde a prisão do ex-presidente Lula por corrupção. 

Os nove foram barrados por um despacho do juiz Sérgio Moro, assinado na véspera, proibindo demagogia rastaquera na carceragem da Polícia Federal, onde o condenado cumpre pena. Até tiveram acesso à sede da PF em Curitiba, mas foram barrados.

O objetivo da visita não era político, destinado a Lula. Era a chance de fazer média com eleitor desinformado.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: