quarta-feira, 14 de março de 2018

PARA PENSAR


Sim ele mesmo. Rodrigo Bossi, Delegado Geral do Departamento Estadual de Investigação de Fraudes, segundo noticiado, está à frente do acordo firmado, de delação premiada, com o publicitário Marcos Valério, operador do mensalão petista e do mensalão tucano. 

Tema: esquema de desvio de dinheiro para fracassada reeleição de Eduardo Azeredo ao governo de Minas em 1998.

Segundo a Polícia Civil, a delação não trata de matérias de interesse da União ou de pessoas com prerrogativa de foro, o que seriam atribuições da PF, mas revela escândalos de corrupção em empresas estatais e licitações, como a da Cidade Administrativa, construída no governo Aécio Neves.

Pensando alto:

Por um lado, o Departamento de Investigação de Fraudes da Polícia Civil de Minas Gerais, utilizando o instrumento da Delação Premiada.

Por outro lado, em nota, o PSDB alegando que Valério está associado ao governo do PT para perseguir adversários políticos. 

Viver é Perigoso

 
 
 
 
 
 
 
   

Nenhum comentário: