sábado, 3 de fevereiro de 2018

QUINZENA DOS IMÓVEIS PÚBLICOS


Nunca esperava dar de cara com um anúncio desses, ainda mais, no próprio site da Prefeitura Municipal de Itajubá. O "não perca a oportunidade" foi de doer. 
Ô cara-pálida, alguém do povo teria condições de pensar "nessa oportunidade" ?

Desfazer de patrimônio, para com o valor apurado, construir ou empregar em outros bens, chega a ser compreensível. Usar o valor apurado para cobrir caixa é preocupante.

Mas os tempos estão complicados. Que, caso tenham sucesso nessa mais uma tentativa de "bota-fora", que os valores e o seu destino sejam detalhadamente publicados.

Uma dúvida: O prédio da antiga prefeitura, na Praça Adolfo Olinto, não estaria tombado pelo Patrimônio Histórico ? Os terrenos anexos, ora colocados à venda, não fazem parte do imóvel ?

I - Prédio com três pavimentos com área construída de 1.085,94m² e terreno com área de 469,56m², com as medidas e confrontações descritas na certidão de registro anexo, localizado à Rua Cel. Francisco Braz, 42, Centro, nesta cidade e registrado no livro 2 sob a matrícula n.º 28.676 em 20.06.2001. (valor: R$ 1.693.800,00)

II - Um terreno com área de 729,73m², com as medidas e confrontações descritas na certidão de registro anexo, localizado à Rua Tiago Carneiro Santiago, Centro, nesta cidade e registrado no livro “2” sob a matrícula n.º 34.364 em 30.05.2007. (valor: R$ 1.459.460,00)

III - Um terreno denominado lote “A” com área de 473,77m², com as medidas e confrontações descritas na certidão de registro anexo, localizado à Rua Tiago Carneiro Santiago, Centro, nesta cidade e registrado no livro “2” sob a matrícula n.º 34.063 em 21.12.2006. (valor: ? ) 

IV - Um terreno denominado lote “B” com área de 662,25m², com as medidas e confrontações descritas na certidão de registro anexo, localizado à Rua Tiago Carneiro Santiago, Centro, nesta cidade e registrado no livro “2” sob a matrícula n.º 34.365 em 30.05.2007. (valor: ? )

V - Um terreno com área de 2.309,00m², localizado à Avenida Marginal Direita do Rio Sapucaí, Varginha, nesta cidade e registrado no livro “2” sob a matrícula 45.317 em 10.01.2018 (Patrimônio 51.257) - (valor: R$ 692.700,00)

Viver é Perigoso

4 comentários:

Anônimo disse...

A moda pegou:"Em julho de 2017, Pimentel aprovou projeto que cria seis fundos para levantar R$ 20 bilhões em até quatro anos. Uma das medidas permite a transferência de cerca de 5.700 imóveis do Estado para um fundo imobiliário, mediante pagamento de aluguel pelo governo. Entre os imóveis, está o complexo da Cidade Administrativa."
Um governo faz a Cidade Administrativa (caríssima, suspeita e monumental) para economizar despesa, por exemplo com alugueis. Logo em seguida o outro governo ou vende, ou faz um fundo e com os imóveis e volta a pagar aluguel. Esse modelo de administrar a coisa pública, com a complacência dos legislativos, faliu. Parafraseando o John Chair, estamos definitivamente lascados.

Anônimo disse...

Ê assim q os petralhas administram as coisas meu!

Anônimo disse...

Gente ! O brasil esta sendo vendido a cada momento, quando não esta sendo roubado a cada instante, deixe o cara vender tudo pois para o futuro quem sabe só restara a mãe de algum prefeito que não sabe administrar uma cidade, um estado ou um pais...
Vendam tudo, privatizem tudo, pois não poderão roubar depois....

Antonio Thomas disse...

Faltou só um .. "Moça bonita não paga .. mas também não leva " ..