domingo, 11 de fevereiro de 2018

O QUE SIGNIFICA SER ADULTO

Tradicional Birra
Interessante possível conclusão: Temos hoje mais adultos crianças do que adultos.

O que significa ser adulto ?

"Obviamente é uma questão subjetiva, e uma que ninguém consegue concordar completamente com outro indivíduo. Tanto a infância quanto a vida adulta possuem um componente biológico, mas também envolvem, em grande parte, construções sociais e culturais que mudaram com a época e a cultura. Então, o que estamos tentando nos focar não é na definição de maioridade, mas as características associadas com maturidade, no Ocidente, ao longo dos últimos séculos. É necessário ressaltar que o que estamos buscando hoje não é a masculinidade, mas a maioridade— os traços de maturidade que se sobrepõem aos sexos.

No topo de qualquer lista de critérios para a maioridade certamente está a responsabilidade pessoal. Isso significa reconhecer seus erros e realizar as coisas que prometeu faze, mesmo quando — especialmente quando — tais tarefas são desagradáveis.

Outra coisa essencial para a maturidade é aceitar o papel de criador, ao invés de simplesmente ser um consumidor. Adultos contribuem com o mundo ao seu redor, ao invés de colher passivamente os frutos do trabalhos dos outros. Adultos constroem coisas; crianças (de qualquer idade) usam essas coisas, ou, indo ainda mais longe, simplesmente se tornam “fãs” dessas coisas.

A habilidade de adiar a gratificação é outro sinal de maturidade. Crianças são, por natureza, condicionadas ao presente, e querem o que querem, quando elas querem. Quando crescemos, precisamos aprender como sacrificar uma recompensa menor naquele momento a fim de conseguir um bem maior no final do caminho. Adultos têm a capacidade de se planejar para o futuro e de estabelecer objetivos a longo prazo.

Relacionando a isso está o autocontrole. Crianças agem por impulso. Adultos decidem como reagir, ao invés de serem escravos das circunstâncias. Eles são mestres de si mesmos.

A capacidade de pensamento crítico também deve ser mencionada. Crianças são facilmente enganadas, tendem a entender mal coisas muito complexas e preferem informações de narrativas simples e preto-no-branco. Adultos são capazes de analisar informações, avaliar a evidência da verdade em alegações, verificar a confiabilidade de fontes, fazer conexões entre ideias e lutar com a complexidade.

Um bom nível de independência também é um requisito para a maturidade. Nascemos impotentes, e portanto aprender a se virar sozinho sempre foi um sinal de superação do estado infantil. Ninguém é um robô, é claro, mas ser extremamente dependente dos outros vai contra o tipo de autonomia necessária para a maturidade.

Finalmente, independência torna possível outra qualidade da maioridade — ter dependentes. Essa categoria não inclui somente filhos; qualquer líder — seja no exército, nos negócios, na escola etc — tem pessoas que dependem dele para orientação, direções ou ensinamentos. Ser adulto é ter responsabilidades não só em relação a si mesmo, mas para com os outros também."

Brett McKay

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: