sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

ÊPA !


O Lula, esperto como é, deve estar consciente que, legalmente, não conseguirá ser candidato nas próximas eleições. Deve temer e muito, ter que passar uma boa temporada na prisão. E sabe muito bem que o povo brasileiro é esquecido prá caramba. Em pouco tempo seu nome será pouco comentado.

O Juan Arias, do El País, entende um bocado da política brasileira e o melhor, sem a paixão que envolve todos nós. Quase sempre efêmera, mas existente. Arias escreveu para o seu jornal (resumo).

"Em seu partido existe o temor de que Lula possa fazer uma surpresa, pedindo aos brasileiros que apoiem alguém que, embora não sendo do PT, pareça o mais possível com ele.

Quem poderia ser? É verdade que Lula já decidiu? Seria esse o seu segredo mais bem guardado? Gostaria apenas de lembrar que, terminados seus dois primeiros mandatos, comentou-se que Lula estava indeciso entre Dilma Rousseff e Marina Silva, ambas ex-ministras suas, para sucedê-lo. Marina tinha militado 30 anos no PT de Lula e era vista então como um “Lula de saias”.

Ninguém sabe o que o ex-presidente está decidindo no momento mais crítico de sua vida política e existencial. No entanto, não há dúvida de que, se os seus eleitores procuram alguém parecido com ele, a biografia de Marina é mais próxima da sua, de suas origens humildes, de sua força de superação e de seu compromisso social.

Em muitos aspectos, Marina, que foi forjada na luta dos seringueiros por Chico Mendes, se parece mais com o Lula das origens do que muitos daqueles que militam hoje no PT, um partido que acabou contaminado pela velha política de compromisso e pela corrupção, desvanecendo tantas esperanças que haviam alimentado milhões de brasileiros, dos analfabetos aos intelectuais e artistas. 

Foi aquele partido, que estava começando a se desviar de sua essência, que Marina preferiu abandonar, mas com o qual lhe é mais fácil dialogar, do que, por exemplo, com a direita da caverna."

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: