terça-feira, 16 de janeiro de 2018

TOMOU O BARCO


Triste quando um amigo que ajudou tanto a gente, toma o barco e perdemos a oportunidade de agradecê-lo.
Tomou o barco, hoje em São Paulo, o Engenheiro Edson Carneiro dos Anjos, formado na nossa Escola na brilhante turma de 1965.
Carneirão, como era tratado pelos colegas e amigos, foi meu professor de física no Curso Científico Noturno, no antigo Ginásio Estadual, que antecedeu o Colégio Major João Pereira. Funcionava na instalações do Grupo Velho, na Praça Getúlio Vargas.
Paciente, me ensinou e orientou.
Quando estudante na nossa Escola, o seu irmão Carneirinho, Engenheiro da Nativa Construções Elétricas, em Campinas, conseguiu-me um estágio de férias na Nativa-Rio, onde passei uns tempos sob a chefia do Carneirão.
Mais adiante, já na vida profissional, tive a oportunidade de encontrar por diversas vezes com o Carneirão. Ele, em posição de destaque, sempre com cordialidade e espírito de ajuda de sempre.

Carneirão, foi colega de turma do Roberto Lamoglia.

É a vida...

Viver é Perigoso 

Nenhum comentário: