sábado, 27 de janeiro de 2018

ENTRE O QUERER E O PODER


Conversas e informações dão conta que o relacionamento entre os dirigentes do Sispumi - Sindicato dos Servidores Públicos de Itajubá e Micro Região do Alto Sapucaí e a Administração Municipal de Itajubá, desde há tempos, é harmonioso e em parceria.

Difícil de acontecer em qualquer tempo e ainda mais, nesses tempos apertados.

O Sindicato não tem tido razões para reclamar de atrasos e/ou parcelamento dos salários dos funcionários municipais, ao contrário do que vem acontecendo por várias cidades. Um pequeno adiamento de pagamento de salário aqui e outro ali, sem muito destaque e protestos.

No início do ano, através do Ofício 001/2018, o Sispumi propôs à Prefeitura um reajuste salarial, com aumento real, totalizando 15%.

Convenhamos, totalmente fora da realidade. Coisa para inglês ver.

Através do Projeto de Lei 4267/2018, de 23/01/18, a Prefeitura fixa o reajuste anual dos salários dos funcionários em 2,07%, exatamente de acordo com a variação do índice do INPC.

Não nos termos irreais proposto pelo Sindicado de Funcionários, mas acompanhando mais de perto o valor dos reajustes de taxas, tarifas e impostos municipais, bem como a expectativa, mesmo que gradual da economia, a Prefeitura poderia se esforçar e proporcionar um modesto e significativo aumento real.

Ficaria de bom tamanho. Claro que isso aconteceria se tivéssemos em 2108 eleições municipais.

De qualquer modo, face a proximidade existente, vislumbra-se como uma espécie de missa encomendada.

É a vida...

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: