domingo, 31 de dezembro de 2017

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

70 ANOS PROVOCANDO ENCANTANDO


Deu na Folha:

Rita Lee faz 70 anos hoje, do jeito que quis um dia. De papo pro ar em sua chácara nos arredores de São Paulo, tirando um som quando quer, cuida da horta e de bichos num eterno domingo.

"O pior inimigo da criatividade é o bom senso, mudar, mudar, mudar, nem que seja para pior. Dói mais sorrir na frente dos outros do que chorar sozinha, mas não devo levar a vida tão a sério porque ninguém sai dela vivo.
Debochar de mim mesma é uma estratégia que sempre dá resultado positivo. Uma das coisas que mais me dão prazer é fazer o que não devo, tipo fumar na frente de quem faz campanha anticigarro. Não é tarde para ser o que eu deveria ter sido. Eis-me aqui, uma pós-famosa anônima observando os macro e micro-omniversos dentro e fora de mim."

Rita Lee

Viver é Perigoso

AQUELE ABRAÇO !


Acho legal o sentimento de fraternidade que se acentua nas pessoas entre o Natal e o Ano Novo. Sinceramente ? Nunca fui muito de estender cumprimentos  e votos de felicidades nessa época. Costumo fazê-lo, com toda a sinceridade, durante todo o ano.
Mas tudo bom. Vamos adiante.

O Viver é Perigoso, como dizem na Boa Vista, é claro, deve inteirar 1.620 postagens nesse difícil ano de 2017. Teve de tudo um pouco. Músicas bonitas, pinturas maravilhosas, frases bem ou mal ditas, registros de acontecimentos políticos, locais e nacionais, charges duras do amigo Sponholz, acontecimentos outros sobre a vida, e vez por outra, o temido "tomou o barco".

Buscou-se sempre não ofender ninguém, com cuidados, inclusive com a publicação dos comentários, muitas vezes, anônimos. Registre-se que, de forma especial para os antigos políticos, qualquer menção não elogiosa é quase ofensa. Azar deles.

Claro que o Zelador recebe, sempre de forma anônima (apenas uma ocorrência assinada), o que pensam os adversários (todos conhecidos) ser uma terrível ofensa. 

Tratam o Administrador do Viver é Perigoso, como um velho aposentado, invejoso, arrogante, com a constante recomendação de que seria melhor cuidar dos netos.

Certa vez, já no fim da vida, perguntaram ao Nelson Rodrigues, que recomendação daria aos jovens. Respondeu o mestre: - Envelheçam !  

70 anos me fazem um velho, sem dúvida, é fato. Pela graça de Deus, com saúde física e mental e com integral capacidade de se indignar com injustiças, mentiras e nebulosidade nas coisas públicas. Também, como disse, com propriedade, o admirado Ulysses Guimarães: - Velho sim. Não Velhaco.

Aposentado ? Ainda não. O que espero conseguir em breve. Arrogante ? É como tratam na terrinha todos aqueles que ousam a ter opinião e a exprime publicamente. Inveja ? Impossível, pois Deus tem me dado muito mais do que mereço.

Cuidar dos netos ? São seis presentes vindos do Céu. Esqueço da vida nas suas presenças.

Erros, enganos, avaliações errôneas, são habituais em nossa vida.  Pedidos de desculpas, quando não necessitem de serem feitos por repetidas vezes, são gestos de grandeza. É da vida.

Viver tendo o respeito das pessoas continua a ser uma meta.

Segundo o Google, muito mais de 1 milhão de visualizações já aconteceram no Viver é Perigoso. Cerca de 1.000 passagens de olhos vêm  acontecendo diariamente. Isso provoca um certo orgulho saudável, uma certa responsabilidade e uma alegria ao encontrar com pessoas pelas nossas ruas comentando o publicado.

Um grande abraço.

Edson Riera - Zelador

Viver é Perigoso  
   

        

E O FOGUETÓRIO DE HOJE, HEIN ?



Não SOMA nada. Aliás, diminui muito.

Viver é Perigoso