quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

MOMENTOS MÁGICOS


 
Buena Vista Social Clube - Um só álbum, gravado em 1997.

Por que é tão bom ? Porque se fez justiça com a rica tradição musical cubana. Pegando seu nome de um clube social de referência na Havana pré-revolucionária dos anos quarenta e cinquenta, o músico Juan de Marcos González e o guitarrista Ry Cooder conseguiram reunir um destacado elenco formado por figuras ilustres como Compay Segundo, Ibrahim Ferrer, Eliades Ochoa e Omara Portuondo. Todos eles viram aumentar sua fama internacional graças ao grande êxito do álbum e ao documentário do mesmo nome dirigido por Wim Wenders, que foi indicado ao Oscar e recebeu muitos prêmios. Isso provocou um enorme interesse em todo o mundo pela música latina em geral e a cubana em particular.
Por que só gravaram um disco? Aproveitando o impulso do sucesso, os músicos participantes lançaram discos solos e também outros em colaboração entre si e com estrelas internacionais, transformando o nome Buena Vista Social Club em um selo de qualidade, em uma marca sob a qual englobar um determinado tipo de música. No entanto, alguns dos participantes do álbum original já tinham idade avançada e morreram nos anos seguintes. Embora alguns ainda estejam em atividade, seria impossível pensar em uma sequela à altura do ambicioso projeto original.

El País

Viver é Perigoso

GILMAR, CONHECIDO COMO "CHAVE DE CADEIA"


Viver é Perigoso

PRÁ NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES


Por que não ? Temos matéria prima abundante e espírito de desenvolvimento.

O governo de Minas assinou hoje em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte, um termo de cessão e uso de área para instalação do Parque Tecnológico da Reciclagem.
O empreendimento será instalado no Centro Educacional de Esmeraldas - Fazenda Santa Tereza.
De acordo com o governo, o Parque Tecnológico da Reciclagem Popular a ser instalado em Esmeraldas inova nos aspectos de integrar em seu espaço todas as possibilidades de reutilização, reúso e reciclagem, sendo um campo aberto de diversas experimentações, que vão desde o tratamento de resíduos orgânicos para a produção de alimentos saudáveis a geração de energias limpas, aproveitamento de água da chuva e restos de podas, arquitetura verde, produção de móveis de ecodesign, manejo sustentável de pequenas criações, estudos de reciclagem do vidro, pneus, resíduos de construção civil, produção de trabalhos artesanais de material de reúso, permacultura e conservação florestal, entre outros.
Trata-se de uma iniciativa pioneira no Brasil.
O Ciclos Parque Tecnológico de Reciclagem Popular é uma iniciativa do Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável e do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, em parceria com o governo de Minas, por meio da Fundação Educacional Caio Martins (Fucam), com a contribuição da Prefeitura Municipal de Esmeraldas.
(Diário do Comércio)

Viver é Perigoso

GOVERNO MINEIRO VENDERÁ A METADE DA CODEMIG


Atenção, pois poderá ter implicações nos investimentos em estudo. Por exemplo, Siva Power. Se para melhor ou para pior, só o tempo dirá. Igual, não ficará. Em tempo, é o PT privatizando. Rasgaram a velha cartilha.

Deu no Estado de Minas :

"O governo de Minas conseguiu autorização do Legislativo para vender 49% da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig). 
O projeto de lei do governador Fernando Pimentel que abre o capital da empresa, transformando-a em sociedade de economia mista, foi aprovado pelo plenário da Assembleia em segundo turno, na noite de ontem (19). Basta agora a sanção do Executivo para o estado iniciar os procedimentos para colocar o capital da empresa à venda. 

Segundo justificativa do governo, a mudança na Codemig permite sua capitalização e a diversificação de fontes de recursos para serem investidos no desenvolvimento econômico do estado. “Em outras palavras, seria possível promover ainda mais projetos destinados ao bem-estar dos mineiros, mas com menor sacrifício aos cofres públicos”, diz Pimentel no texto.

De acordo com o projeto (PL 4.827/17), o estado é obrigado a permanecer com 51% do capital votante da Codemig e não pode tranferir o controle acionário da empresa sem autorização legislativa. 

A Codemig atua em três eixos: mineração, energia e infraestrutura, indústria criativa e indústria de alta tecnologia. Neles estão incluídos negócios com minério de ferro, nióbio, geração de energia termelétrica e fotovoltaica. Também estão nas áreas de atuação a busca de oportunidades para segmentos como moda, gastronomia e gemas, incentivo ao turismo, e materiais estratégicos como biotecnologia, semicondutores, tecnologia da informação e segmento aeroespacial." 

Viver é Perigoso

PARE GILMAR !

Viver é Perigoso

NUNCA DESISTA : LUTE !


Feliz Natal, Vereadores Independentes. Sim, vocês cumpriram a obrigação, mas hoje em dia está tão difícil a gente ver isso...

Não desistam e não se aflijam com a marcação cerrada do pessoal da situação, que segue fungando suados e com desodorantes vencidos, nos seus cangotes.

Amanhã será outro dia.

Viver é Perigoso

PARCTEC - PARQUE TECNOLÓGICO


Ouvido hoje pela manhã na Praça do Banco do Brasil, onde caminhar pelas pedras, irregularmente assentadas há séculos, tornou-se para os velhos invejosos, um verdadeiro martírio, dito por um querido e competente ex-Professor, na certa, "tirando uma".

- Entenda a nova parceria firmada entre os responsáveis pela nossa Escola e o Prefeito da nossa cidade. 
Investem no Parque Tecnológico. A Prefeitura cuida do Parque e a Escola fica responsável pelo aspecto tecnológico. 

Resumindo: Parque + Tecnologia = Parque Tecnológico.

Pela proximidade geográfica, faz sentido.

Viver é Perigoso 

SUPER GILMAR PREPARANDO-SE PARA ENTRAR EM AÇÃO !


O Velho e bom Deputado Paulo Maluf, guru de todos os distraídos com os recursos públicos, com os seus bem vividos 86 anos, se apresentou hoje à Superintendência da Polícia Federal de São Paulo, após Ministro Edson Fachin determinar o início do cumprimento da pena por lavagem de dinheiro.

Seu desempenho na vida pública é louvado pelos seus seguidores e admiradores, que acima de suas agremiações atuais, sentem-se lisonjeados ao serem tratados por malufistas. 

O Dr. Paulo, como tratado com todo o respeito pelos seus pares, foi o inspirador da criação de um dos verbos mais utilizados nos meios políticos brasileiros: Malufar, que como todos sabem, significa: Encobrir, disfarçar, negar. Fraudar, afirmar coisa que sabe ser contrária à verdade.

Malufar

Peço licença ao poetas
Novo verbo vou inventar
Não precisam ser atletas
A entender: malufar

Não entendo, ainda alguém duvida
Nosso dinheiro em Águas Espraiadas
Propagandas espalhadas na Avenida

Cidadão de origem libanesa
De nossa cara, nossa gente fez piadas
Como brasileiro é uma tristeza!

Wesley Hott Soares

Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

The Field Next to the Other Road
Imperdível ! Uma retrospectiva do pintor norte-americano Jean-Michel Basquiat vai percorrer quatro cidades brasileiras a partir de 25 de janeiro, numa iniciativa do Centro Cultural de Banco do Brasil. A retrospectiva de Basquiat abre no dia 25 de janeiro, no CCBB de São Paulo, passando depois por Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Será a maior exposição do artista no Brasil, realizada no mesmo ano em que a Alemanha e França recebem mostras do disputado Basquiat. Uma tela dele alcançou US$ 110 milhões num leilão recente, tornando-se a mais cara obra de arte americana já vendida.
As 80 obras da retrospectiva de Basquiat, entre elas, desenhos e gravuras, pertencem à família do industrial Mugrabi, de origem síria, radicado nos EUA.

A obra The Field Next to the Other Road, estará na exposição.

Estaremos por lá, certamente, em mais de uma visita.

Viver é Perigoso 

NÃO HÁ RAZÃO PARA SER PESSIMISTA


Escreveu (mais ou menos assim), o sábio Millôr Fernandes:

Não há por que tirar conclusões pessimistas sobre tantos assaltos. 
Se se assalta é porque há o que assaltar, e se assalta muito é porque há muito o que assaltar. 
Se aumenta cada vez mais o número de assaltantes isso, óbvio, obedece as leis do mercado. E de duas, uma; ou aumentou muito o número de assaltáveis ou tem rico muito rico sendo assaltado mais de uma vez. 
De qualquer maneira, pode-se afirmar que até hoje nem todos os ricos foram assaltados e, portanto ainda pode aumentar o número de assaltos e assaltantes. 
Quando o número de ambos começar a declinar, aí sim significa que entrou em cena a decadência do mercado; a oferta é maior do que a procura. 
Hoje, a procura é maior do que a oferta: há mais assaltantes procurando assaltáveis do que assaltáveis disponíveis. 
Até lá não há por que ser pessimista. 

Viver é Perigoso