quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

DISPARATE


Em São Paulo, pagar em torno de R$ 1,00 a menos por litro de gasolina até que a gente entende e já está acostumado. 

O duro é pagar o total de R$ 0,99 por uma garrafa, com 1,26 litros, de Água Mineral São Lourenço. Na terrinha o preço passa de R$ 3,00. 

E olha que o precioso líquido é engarrafado ali mesmo na cidade vizinha. Algo está errado.

Viver é Perigoso 

TOMOU O BARCO



Tomou o barco em Paris, aos 74 anos, Jean-Philippe Léo Smet, simplesmente, Johnny Hallyday, considerado o pai do rock and roll francês.

Disse o Presidente francês Macon em sua homenagem: " Hallyday fez entrar uma parte dos Estados Unidos em nosso panteão nacional "

Hallyday, nasceu na Paris ocupada pelos nazistas em 1943, filho de uma modelo e um artista belga. Era conhecido como o Elvis francês. Gravou seu primeiro disco em 1960. Alcançou a impressionante soma de 100 milhões de discos vendidos.

Casou-se pela primeira vez com Sylvie Vartan, também cantora, em 1965, mãe do seu filho David Hallyday.

Viver é Perigoso

CARO AMIGO


Em primeiro lugar, confirmando o que todos na terrinha sabem, o Chico Marques e eu somos amigos. E não é de hoje.
Nunca tive nenhum motivo para ficar chateado com ele, como cidadão, como colega engenheiro e principalmente como político.  Mesmo com minha rabugice política durante todos esses anos, tenho esperança que a recíproca seja verdadeira.

O afastamento do Vereador Chico do cargo, face a determinação judicial, mesmo que temporariamente, única e simplesmente por uma possível falha administrativa ocorrida há uns quinze anos, provoca uma enorme perda para a cidade.

Sua atuação, como vereador no início da carreira, como prefeito municipal por dois mandatos, sua participação como candidato em diversos pleitos, de forma tranquila, responsável e límpida nos torna devedores.

É de sua responsabilidade a instalação em Itajubá de grande parte das indústrias aqui presentes. Foi importantíssima, politicamente, a sua presença no processo que transformou a nossa Escola em Universidade. Sob sua administração nasceram as incubadoras de empresas e a prioridade no desenvolvimento baseado na tecnologia. Aconteceram grandes avanços na Educação e na Saúde. 

Ah ! e já tinha estacionamento rotativo. 

Tem enfrentado em sua vida política adversários, que quase sempre por interesses contrariados, se transformaram em inimigos, que por detrás de imponentes muralhas financeiras, não têm feito outra coisa a não ser contratar batalhões de caros advogados, que diuturnamente acompanham e buscam acelerar o andamento de processos ainda não definidos.

No atual mandato como vereador, tem sido implacável no acompanhamento das coisas públicas. E isso desagrada.

Espero que o seu substituto, Cleber David, empresário e político experiente e cidadão de bem, mantenha-se independente. É o que, na atual conjuntura, já basta.

Continuaremos do mesmo lado da trincheira.

Viver é Perigoso         

MORO DEIXA TEMER E MINISTROS COM CARA DE ...


"... Destoando do resto dos presentes, o presidente da República e seus acompanhantes não ficaram em pé quando Moro subiu ao palco para receber o seu prêmio. Durante o discurso do juiz, exibiam cenhos crispados. Tratadas como reformadoras morais, as piadas não acharam graça de si mesmas. Por sorte, o humor compreende também o mau humor. O mau humor é que não compreende coisa nenhuma. "

Josias de Souza

Viver é Perigoso

RESPONDA SE FOR CAPAZ


"... A República Velha (1889-1930), com todos os seus fabulosos defeitos, teve como ministros de Estado homens como o Barão do Rio Branco, Quintino Bocaiúva, Rui Barbosa, Joaquim Murtinho, Lauro Muller, Oswaldo Cruz, Afrânio de Melo Franco, apenas entre os mais facilmente reconhecíveis pela posteridade. O próprio primeiro período de Getulio Vargas (1930-1945) podia se gabar de ter Oswaldo Aranha a seu lado. E, em tempos mais recentes, não foi por falta de cabeças que João Goulart (1961-1964) caiu —com ele estiveram Celso Furtado, Darcy Ribeiro, Hermes Lima, Evandro Lins e Silva, San Tiago Dantas, Walther Moreira Salles.

Por que deixamos a política contemporânea nas mãos de certos fulanos que nunca admitiríamos na nossa sala?

Mas o Congresso é a nossa sala. "

Ruy Castro

Viver é Perigoso