sábado, 28 de outubro de 2017

SOB A LUZ DE VELAS


Eu desisto. 

Não existe essa manhã que eu perseguia. Um lugar que me dê trégua ou me sorria. E uma gente que não viva só pra si.

Só encontro, gente amarga mergulhada no passado, procurando repartir seu mundo errado, nessa vida sem amor que eu aprendi.

Por uns velhos vãos motivos, somos cegos e cativos no deserto do universo sem amor.

Taiguara

Viver é Perigoso

E O BRASIL, HEIN ?


Viver é Perigoso

HOJE É DIA DE ROCK



Viver é Perigoso

MAIS UM CHOPP PRO MINISTRO, LOURIVAL


Viver é Perigoso