quinta-feira, 14 de setembro de 2017

CAMINHOS DO SUL DE MINAS


O Ministério do Turismo divulgou hoje o novo mapa de turismo brasileiro. O mapa do turismo de Minas Gerais quase dobrou de tamanho. Em comparação ao ano passado, foram incluídos 276 municípios, passando de 279 para 555 cidades com vocação turística.
Em Minas Gerais, de acordo com o novo mapa, 87 municípios estão nas categorias A, B e C. Os demais 468 municípios figuram nas categorias D e E.

Categorias A, B e C - Enquadram-se os municípios que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais e oferecem melhor infraestrutura, por exemplo, Belo Horizonte, Ouro Preto, Diamantina, Sabará, S.J. Del Rei, Tiradentes, Poços de Caldas e outras.

Categorias D e E - Enquadram-se os municípios que não possuem fluxo turístico expressivo, no entanto, alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional.

Na Região Caminhos do Sul de Minas, Itajubá está mencionada na classe C. Brazópolis, Cristina, Delfim Moreira, Maria da Fé, Piranguinho, Santa Rita do Sapucaí e Marmelópolis, estão enquadradas na categoria D. Pedralva e Piranguçu estão na categoria E.

Viver é Perigoso  

MOÇA BONITA


Há 35 anos tomava o barco em Montecarlo a atriz e princesa Grace Kelly. Um dia antes, dirigindo a caminho de Mônaco, voltando da quinta de Rocagel, propriedade do príncipe Rainier 3º, Grace teve um mal súbito e desmaiou. Seu carro se desgovernou e caiu em um precipício.
Grace Patricia Grimaldi, nome de casada de Grace Patricia Kelly, nasceu na Filadélfia em 1929. 
Premiada atriz, foi vencedora do Oscar na categoria de Melhor Atriz pelo seu desempenho no filme "Amar é Sofrer".

Viver é Perigoso

FANTASMA ?


Deu no El País:

Se não fosse por professor universitário português, que prefere não revelar o seu nome, não se saberia nada sobre a Yupido. 

Na realidade, só se sabe que é uma empresa com sede em Lisboa e possui capital social de 29 bilhões de euros (cerca de 108 bilhões de reais), ou 15% do PIB de Portugal; a empresa mais capitalizada do país.

O Professor realizava uma pesquisa sobre a produtividade das empresas com o banco de dados Amadeus, quando uma se destacou acima de todas, a Yupido, uma empresa com capital de 243 milhões de euros (907 milhões de reais) e nenhum empregado, isso sim extraordinário. O professor continuou pesquisando em bancos de dados públicos e redes sociais, e o que descobriu foi ainda mais espetacular. A Yupido tinha acabado de aumentar seu capital dos originais 243 milhões de euros para 29 bilhões. O pesquisador ainda não conseguiu saber o que a empresa faz, embora pareça que, por enquanto, não faça nada.

A Yupido existe há dois anos. Tem sede em uma torre de escritórios na capital portuguesa, onde ninguém atende ao telefone; também tem um site onde está exposto todo blá-blá-blá comum às empresas de tecnologia da informação: 
“A missão da Yupido é dar aos nossos clientes a infraestrutura e suporte que precisam operar com menos custos e maior eficiência”.

Há dois sócios principais, Cláudia Sofía Pereira (com 69% do capital) e Torcato Caridade da Silva (30%), além de Filipe Besugo (1%) e um comitê executivo de 10 pessoas presidido por um diretor-presidente e um diretor de vendas, embora, por enquanto, não tenha vendido nada. 
Também anuncia a contratação de pessoas “alegres e motivadas” para criar excelentes serviços “que serão utilizados por bilhões de pessoas ao redor do mundo”.

Tudo, exceto o que fazem, está claro nos registros oficiais. Há um balanço anual público, onde diz que tiveram um prejuízo de 21.000 euros (78.000 reais) no ano passado, dois auditores e o relatório de um reputado auditor externo, chave para avaliar esse aumento de capital, que não implicou dinheiro, e sim bens em espécie. Esse auditor escreveu que o que viu valia 29 bilhões de euros, embora, esclarece no documento, “o valor real possa ser maior”. O auditor não explica como chegou à conclusão do valor econômico desses bens em espécie.

Segundo o porta-voz da empresa, no ano que vem, o mundo já começará a desfrutar de seus serviços milagrosos, mas, enquanto isso, a Procuradoria do Estado, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e o Colégio de Contadores iniciaram investigações.

Viver é Perigoso

O MAR DE MINAS !


O deputado federal Jair Bolsonaro prometeu aos mineiros que vai abrir uma saída do estado para o mar. 

“Vamos explorar nossas riquezas, quem sabe até abrindo uma saída pro mar para Minas Gerais. Nós vamos satisfazer o desejo do mar de ganhar Minas, podem ter certeza disso".

A promessa foi feita em cima de um trio elétrico em Belo Horizonte.

Blog: Chegou atrasado para os itajubenses, que dominam os caminhos para Ubatuba e Caraguá, há anos.

Viver é Perigoso

ESPELHO MEU, ESPELHO MEU !


Ontem em Curitiba, o ex-presidente olhou no espelho e definiu o companheiro Palocci: 

“O Palocci, se não fosse um ser humano, ele seria um simulador. Ele é tão esperto que é capaz de simular uma mentira mais verdadeira que a verdade. O Palocci é calculista, é frio". 

Lula da Silva

Viver é Perigoso

AS LUZES FORAM APAGADAS E O FILME VAI COMEÇAR


Assunto já definido graças a capacidade de convencimento do Executivo Municipal. Vamos adiante e não se fala mais nisso.

Só lembrando e re - registrando algumas informações sobre a empresa que recebeu a doação da área de 6.000 m2 no Parque Municipal.

O antigo Cine Art Café, ou melhor, Rede Cine A, ou corrigindo,Cine Colombo Ltda, irá construir 4 salas de cinema, dois restaurantes, Praça de Alimentação e amplo estacionamento.

A empresa, do Sr. Silvio Brittis, tem vários cinemas instalados pelo País. 

O site da Rede Cine A mostra um pouco mais de interesse do que simples salas de exibição de filmes. Poderemos ter: 

Salas para a realização de palestras e convenções
Salões para recepção de convidados
Locais para celebrações e comemorações de empresas. 
Disponibilização de salas para sessões exclusivas para escolas, exibindo filmes em cartaz ou outros. 
Cine-mídia, com propaganda direta de empresas.
Celebrações de aniversários, com a exibição ou não de filmes.

Sobre o assunto, melhor desmontar o retrovisor e seguir adiante, torcendo para que o empreendimento avance. Como diz um comentarista do Blog, que tenha mais pipoca e menos piruá.

Viver é Perigoso