segunda-feira, 4 de setembro de 2017

CANTINHO DA SALA

Wassily Kandinsky 
Viver é Perigoso

CENSURA OU PRESSÃO



Acontece em pequenas e pacatas aldeias. A censura indireta. 

Administrações públicas frágeis, utilizam desse instrumento para calar vozes discordantes. 

No caso de emissoras de rádios, além dos contratos de prestação de informações de interesse público, ocorrendo ou não a necessidade de divulgação, existe a pressão sobre os anunciantes.

No caso da terrinha, com as emissoras de rádio não existe a necessidade de se preocupar. Está tudo dominado. Lembram-se: "Temos que sobreviver, entende ?"
A linha editorial foi determinada e é seguida à risca.

No caso dos jornais, sim.

Semanalmente são verificadas as propagandas publicadas. A ação pressionadora é feita diretamente na empresa divulgada. Gentilmente, em princípio, e severamente se persistir.

Entenderam a razão dos jornais manterem ou não uma linha de atuação ? 

O Executivo é dono desse estilo e tem força e capacidade de persuasão através de instrumentos diversos. 
O Legislativo já não tem, sendo por isso mais susceptível de receber críticas. O ato de criticar um dos poderes constituídos, proporciona um aliviozinho na consciência do jornalista e um sopro oposicionista, lembrança de outras eras.

Ninguém estimula um comerciante a publicar anúncios no jornal A ou B. Mas o desestímulo para publicar em um órgão com linha independente e questionadora é óbvio, cristalino e conhecido. Chega ao constrangimento.

Daí, o pessoal optar para levar no violino.

Money my friend !

Viver é Perigoso      

É DISCO QUE EU GOSTO



Tomou o barco aos 67 anos o guitarrista Walter Becker, um dos fundadores da banda Steely Dan. A causa de sua morte ainda não foi revelada, mas o músico enfrentava havia um tempo problemas de saúde, fato que o fez abandonar as turnês com o grupo. 
Também baixista, o músico integrou a Steely Dan ao lado de Donald Fagen, criada por eles em 1972 e que se tornou lendária com seu repertório de rock, jazz e blues. 

Viver é Perigoso

UM ELEFANTE NO PLENÁRIO


Viver é Perigoso