quinta-feira, 17 de agosto de 2017

SOB A LUZ DE VELAS


"O mundo é um lugar perigoso para se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer".

Albert Einstein

Viver é Perigoso

LAS RAMBLAS - BARCELONA


Abalado com o atentado ocorrido hoje em Barcelona, voltei a uma post de 22/10/2009, do Viver é Perigoso. 

Pela Graça de Deus, tive o prazer de passar um dia todo subindo e descendo por Las Ramblas. Sentava numa mesa, encarava uns "tapas", uma cervejinha e me encantava. Na tarde-noite sentado numa bodega ao ar livre, estudava como iria pagar as contas.

Bom de ler o livro "Barcelona" do Francesc Petit, que, além de ter sido o P, da premiada agência de publicidade DPZ, foi também um Catalão de Barcelona.

O livro vem a ser um guia diferente e completo sobre a Cidade. É como se fosse um velho amigo recomendando lugares para visitar, conhecer, comer, beber, comprar e assistir.

Falo das Ramblas. Trata-se de um boulevard com um largo calçadão e um espaço de cada lado para circulação de automóveis e, ainda, duas calçadas mais estreitas a cada lado para os pedestres. Ao longo de todo o passeio, em ambos os lados do calçadão, existem grandes árvores, que alegram e fazem sombra no verão.

Segundo Petit, George Orwell escreveu um dos capítulos do seu "1984" sentado numa dessas mesinhas nas Ramblas. Jean Paul Sartre dizia que lá estava toda a filosofia do mundo. Picasso e Utrillo, paravam para observar as lindas mulheres que por lá passavam.

Nas Ramblas o mais importante são as pessoas que passam, marinheiros de todos os cantos do mundo, freiras, padres, turistas suecos, norte-americanos, franceses, japoneses tirando foto ou filmando, alguns pintando, outros desenhando, estátuas humanas, famosos e desconhecidos, crianças, velhos e velhas, senhores elegantes, prostitutas, punks, homossexuais e batedores de carteira.

Em Las Ramblas temos uma amostra completa do mundo. Pela Graça de Deus, tive o prazer de estar uma tarde-noite sentado na Ramblas, com papel, calculadora e caneta, estudando como iria pagar as contas.

Hoje, o fanatismo, a loucura e o fim dos tempos estiveram presentes.

Viver é Perigoso

COMO SEMPRE


Viver é Perigoso

LIVROS À MÃO CHEIA


O já famoso Book Friday da Amazon começou hoje ao meio-dia e vai até às 23:59 de amanhã. Megapromoção de livros, com 35.000 títulos, entre impressos e digitais.

Gosto de comprar livros nas livrarias. Olhar, folhear e ler orelhas. Mantenho sempre na minha listagem, algo próximo de 50 títulos. Alguns estão lá há muito tempo. A medida que o tempo passa e aquisições são feitas, outros vão os substituindo.

Mas não dá mais. Os preços via internet são mais interessantes, mesmo considerando em alguns casos, o valor do frete. A entrega tem sido bem rápida. 3 ou 4 dias a compra já está em casa.

Ainda não fiz negócios com a Amazon. Compro na Saraiva e na Cultura, mas sei que é questão de tempo. A presença comercial da Amazon é avassaladora.

Ah ! Nunca comprei ou li  livros digitais. Tenho mania de rabiscar, anotar e vez por outra olhá-los na prateleira.

Comprei e li, na última semana, um livro badalado. "O Vendido" - Paul Beatty, vencedor do Man Booker Prize. Confesso que um pouco despertado pelos acontecimentos de Charlottesville.

Sobre o livro, disse o The New York Times:
"As primeiras cem páginas do livro são as mais cáusticas e fortes que li em um romance americano em pelo menos dez anos"

O livro começa assim: " Pode ser difícil de acreditar vindo de um negro, mas eu nunca roubei nada. Nunca soneguei impostos nem trapaceei no baralho. Nunca entrei no cinema sem pagar. Não assaltei uma casa. Não roubei uma loja de bebidas. Nunca entrei num ônibus ou num vagão de metro lotado e sentei no lugar reservado para idosos "

Não leia.

Viver é Perigoso      

ROMBO MAQUIADO


Antes de mais nada, não foi surpresa a reportagem do jornal "O Estado de São Paulo" sobre a existência de maquiagem com gastos de pessoal. nos Estados e Municípios".
Dão chapéu direto na Lei de Responsabilidade Fiscal, superando em muito, o teto estabelecido.

No caso dos municípios, devia ser obrigatório, na Administração Municipal, na Câmara Municipal e nos cursos das nossas Escolas, a leitura e análise do Estudo publicado pela Firjan - Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. (www.firjan.com.br). O desempenho de Itajubá está registrado.

Segundo o estudo da Firjan, no tocante a gastos com pessoal, 575 prefeituras, estouraram o limite da LRF de 60% das receitas. Sem a grana adicional que entrou (repatriação de recursos), o número de municípios que teriam estourado o limite, seria de 871.

Assunto importante sobre o qual ninguém fala. 

Viver é Perigoso

ESTAMOS LASCADOS


Viver é Perigoso