domingo, 13 de agosto de 2017

ADIOS NONINO



Obra-prima do Astor Piazolla.
Confesso que às vezes fujo do "Adios Nonino" porque me dói. Sentimento prazeroso e doído.

Foi uma homenagem feita pelo Astor Piazolla ao seu pai, Senhor Vicente, que havia tomado o barco.

Declarou Piazolla certa vez: "Foi a mais bela melodia que escrevi e não sei se alguma vez farei melhor."

Disse o seu filho Daniel Piazolla sobre a música maravilhosamente tocante:

"Papá nos pidió que lo dejávamos solo durante unas horas. Nos metimos en la cocina. Primero hubo un silencio absoluto. Al rato, oímos que tocaba el bandoneon. Era una melodia muy triste, terriblemente triste. Estuba componiendo Adios Nonino. 

Viver é Perigoso

DIA DOS PAIS

Viver é Perigoso