sexta-feira, 11 de agosto de 2017

SÓ BLUES



Viver é Perigoso

MUTRETA

Viver é Perigoso

CONVERSANDO NO PARQUE

Os dois jornais da cidade, nesta semana, tratam do Parque Municipal de Itajubá". Ainda não o conheço, mas considero importante as considerações feitas pelo Editorial do "O Sul de Minas":

 - O parque realmente é muito bonito, um lugar agradável para se passear e se exercitar, além de um ótimo local para eventos. É inegável que o parque é um benefício para a cidade.

Tudo bem. Impressiona, tranquiliza, até lermos as preocupantes observações:

- Mas como tem sido praxe no atual governo, o projeto foi envolvido em polêmicas. 

O Jornalista Marco Gonçalves apresenta uma rica e fundamentada reportagem sobre o assunto.

Trata-se de uma concessão à empresa Incan Ltda, já prestadora de serviços para a PMI. O contrato, assinado em 2016, responsabiliza a empresa pelo pagamento de R$ 300 mil, em parcelas mensais de R$ 1 mil. O contrato tem duração de 25 anos, indo até 2041, prorrogável por mais 25 anos, alcançando o ano de 2066. 

Um adendo: Realmente existe  a possibilidade de algum de nós, com muita sorte, alcançar o vencimento do prazo inicial. Com a prorrogação prevista no contrato, ficará um pouco mais difícil.  

A área de concessão é de 120.187 m2. Incluindo a construção do lago, o poder público seria responsável tão somente pela iluminação pública e o saneamento básico. A empresa seria responsável por tudo mais, inclusive, banheiros devidamente distribuídos pelo parque para uso simultâneo de 100 pessoas. Ah ! e 500 vagas de estacionamento 

Chamou a atenção dos atentos jornalistas a publicação de um edital da PMI para compra de banheiros para o Parque. Resta um justificativa: Ou os banheiros serão instalados fora dos 120.187 m2  do contrato ou o tal "saneamento básico" seria mais amplo, incluindo a captação de matéria prima.

Tudo fácil de esclarecer.

Importante registrar:

O Parque Municipal terá entrada franca aos acessos (praça de convivência, bar/restaurante, parquinho infantil, academia ao ar livre, loja do centro comercial ou itinerantes, pista de caminhada, pista de skate, banheiros e outros de uso comum, exceto em dias e horários em que houver eventos, tais como shows ou outros eventos em que possa impossibilitar a abertura dos portões para entrada franca.

Um trecho do contrato vai levar o empresariado local a colocar as barbas de molho : ... loja do centro comercial ou itinerantes. Êpa ! itinerantes ? Feiras do tricot, das rendas, do Braz e outras ? 

Vamos lá moçada ! Convoquem a imprensa e os vereadores independentes, coloquem-se à disposição para receber perguntas, respondam e vamos adiante.

Viver é Perigoso

O SUL DE MINAS

Também muito legal o jornal "O Sul de Minas" desta semana. Tradicionalmente, hoje nas bancas. Comprei e li.

Outro dia estive na Redação do jornal, ali na Rua Dr. João de Azevedo. Conheci e conversei com os jovens jornalistas Gustavo Cortez e Marco Antonio Gonçalves. Moçada preparada e atenta. 

O edição desta semana está no capricho, tanto na apresentação quanto no conteúdo das matérias. Interessante e em bom tempo a providência do jornal em se regionalizar. 

Esclarecedora e preocupante a reportagem sobre o Parque Municipal de Itajubá. Afinal, trata-se contratualmente de uma concessão municipal para exploração do lugar. Acentua-se porém, a existência de uma espécie de parceira. Dará muito pano para manga.

Também tomamos conhecimento da surpreendente a disposição do Secretário Municipal de Agricultura, José Henrique Jacarini, de tomar como ofensiva um posicionamento correto e firme da Vereadora Mônica. O Secretário entrou na justiça com pedido de indenização de R$17.000,00 por danos morais. Lendo sobre o assunto, creio que seria mais entendível se acontecesse o inverso.Todos estão atentos as posições independentes assumidas pela Vereadora Mônica na Câmara Municipal. Isso incomoda as autoridades do Executivo. Não estão acostumados.

Ainda sobre o jornal, ficou bonita a coluna Destaque da Samira Kallas e imperdível a Celinha Rennó perguntando sem ofender.

Ainda falta na cidade uma emissora de rádio que abra espaço para opiniões divergentes. Mas convenhamos: aí já é querer demais.

Viver é Perigoso