segunda-feira, 29 de maio de 2017

O PAGADOR DE PROMESSAS

“Se fez uma promessa e não pode cumpri-la, Carlos Gil caminhará por você de Lisboa até o Santuário de Fátima, em Portugal. Peregrinação, 2.500 euros (9.000 reais); rezar um terço, 250 euros; oferecer uma vela, 25 euros.”

Nascido em Angola há 52 anos, Gil ganhava a vida como corretor imobiliário em Cascais. Três vezes por ano caminha de Lisboa até Fátima (128 quilômetros) para pagar as promessas de outras pessoas.

“Não acumulo promessas, cada peregrinação é para cumprir o desejo de uma pessoa; no caso de terços e velas, sim. Eu não vou como turista nem como mendigo, nem ouvindo música; vou absolutamente entrego a Deus, rezando, sozinho, com meus pensamentos, que escrevo em um breve diário que no final envio a meu cliente”.

Na internet há dúzias de ofertas a preços mais econômicos que as de Gil. “Não vou entrar em guerra de preços nem de garantias”. Não promete, como as novas ofertas, acompanhamento online com o GPS ou Google Maps para garantir o cumprimento da peregrinação. “Não dou garantia nenhuma; é uma mera relação de fé. Telefonam-me, falamos e, se acreditarem em mim, fazem-me a transferência bancária e começa a relação. Mando-lhes um recibo e eu declaro à Fazenda, não há nada obscuro”.Gil caminha sem câmera fotográfica e com o celular desligado. Segue caminhos afastados das estradas, parando em casas que queiram lhe dar abrigo. “Ainda hoje se mantém a tradição de que acolher o peregrino é um ato de misericórdia. Levo dinheiro no bolso, mas muitas vezes saio com 200 euros e volto com 175”.

O pagamento a terceiros para cumprir promessas era prática habitual na Idade Média, mas hoje a igreja não o aprova. 
“Concordo com a Igreja, mas o mundo das paixões vai além da lógica”, diz Gil. “Quando me chamam, eu digo para falarem primeiro com o pároco, depois com sua família; o meu serviço é uma alternativa quando outras vias não funcionaram”.

Para mim tanto faz, não discrimino; não quero escutar suas razões; não sou ninguém para julgar se o motivo da promessa é bom ou mau. A seleção é pela ordem de chegada da transferência bancária”.

Além de Fátima, também já foi a Santiago de Compostela, Machu Pichu e ao santuário angolano de Muxima. Sua próxima peregrinação é no Brasil: “Serão 160 quilômetros de São Paulo ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida. Vou cumprir a promessa de um português que viveu muito tempo no Brasil. Neste caso a tarifa é muito diferente”.

Javier Martín - El País

Viver é Perigoso

NÃO RESSUSCITEM !!

Viver é Perigoso