domingo, 16 de abril de 2017

É ASSIM QUE FUNCIONA

O Sr. Emílio Odebrecht falou sobre seu relacionamento com empresas de comunicação em trecho de sua delação premiada à Operação Lava Jato. Tudo decorrente da noticiada ajuda à revista Carta Capital feita em atenção ao pedido do Sr. Lula da Silva.

“Nossas ajudas à imprensa, sem dúvida nenhuma, nós colocávamos sempre o seguinte:
Meu filho, você tem que defender também as coisas. Não quero que você esteja tolhido de dar informações, mas não explore as informações’. As ajudas sempre existiram para todos os veículos. O único que eu não me lembro se houve nenhuma ajuda direta foi ao Globo. O resto com certeza nós já tivemos de uma forma ou de outra. Por exemplo: fazer uma divulgação do balanço que nós não fazíamos normalmente em determinado veículo. A legislação não obriga você fazer em todos. Eu posso ampliar para mais um. É uma receita adicional que entra em compensação ao dinheiro que foi emprestado. Isso daí sempre existiu”.

Blog: Muito liberal, ético e democrático o Sr. Emílio Odebrecht. " Meu Filho, dê as informações e só. Pare por aí." Por exemplo: Assaltada a Petrobrás. (isso mesmo, ponto final)

Viver é Perigoso

O IMPÉRIO

Pois bem, nos dias de hoje qualquer brasileiro já escreve "odebrecht" sem erro. As excelentes moças da GloboNews falam forçando o "s", soando como odebrechiste. Pega bem.

O Sr. August Odebrecht, era Juiz de Direito na sua terra natal. A família é originária da Pomerânia, lá pelas bandas da Alemanha e Polônia.

O filho do Sr. Carl e Dona Louse, Sr. Carl Wilhelm Emil Odebrecht, nasceu em 1835, já engenheiro, emigrou para o Brasil em 1856, indo para Blumenau, Santa Catarina. Casado com Bherta Brichels, tiveram 15 filhos. 

Entre os seus filhos estava o Sr. Edmund Odebrecht, nascido em 1864.

Edmund casou-se com a Sra. Cecilie Alterburg, sendo seu filho o Sr. Emílio Odebrecht.

O Sr. Emilio Odebrecht, já casado e morando em Recife, teve o filho Norberto Odebrecht, em 1920. Cinco anos depois, a família mudou-se para Salvador.

Norberto formou-se em engenharia pela Escola Politécnica de Salvador e fundou a Odebrecht em 1944. Casou-se com a baiana, Sra. Yolanda Alves.

Tiveram o filho baiano, Emílio Odebrecht, casado com a também baiana, Sra. Regina Bahia Odebrecht. Tiveram entre os seus filhos o Sr. Marcelo Odebrecht, atualmente morando forçado em Curitiba.

O Sr. Marcelo, engenheiro também formado na Bahia, é casado com a Sra. Isabela Alvarez e têm três filhos.

Resumindo, de August Odebrecht, veio Carl Emil, que gerou Edmund, que gerou Emílio, de quem veio Norberto, que gerou Emílio, de quem veio Marcelo, que não tem cara de alemão.

É a vida...

Viver é Perigoso

PORQUE HOJE É DOMINGO



Viver é Perigoso

AOS SENHORES POLÍTICOS *


Como escreveu o gênio brasileiro Antonio Carlos Jobim, "é pau, é pedra, é o fim do caminho". 

As coisas chegam num ponto no qual não existe solução. 

Explorada, ridicularizada, humilhada, insultada, abandonada, com saúde abalada, sem condições mínimas de segurança, sem capacidade de se manter com o próprio suor, sem sonhos e sem esperança.

Do outro lado mentiras, cafajestices, atos inomináveis, farras, desvios de conduta, prática de roubos, destruição de família, abandono, arrogância, joias e relógios vindos do submundo e podridão.

Inexistente a possibilidade se seguir juntos, próximos ou mesmo de longe. Separação definitiva e esperamos, face a quantidade de elementos e provas disponíveis, sem chance da existência de questionamento litigioso. Descartada mesmo uma tênue possibilidade de reaproximação.
Sem vinganças. Que todos os bens sejam devolvidos e a quitação dos erros seja feita nas barras da Lei.

* Políticos sem exceção. A maioria roubou e a minoria assistiu o assalto.

Nação Brasileira

Viver é Perigoso


QUER MAIS ?

"A Lava Jato pegará o Poder Judiciário num segundo momento. O Judiciário está sendo preservado, como estratégia para não enfraquecer a investigação. 
Alegar que a Lava Jato criminaliza os partidos e a atividade política é uma forma de inibir as investigações.
Os políticos corruptos nunca temeram a Justiça e o Ministério Público. O que eles temem é a opinião pública e a mídia".


Eliana Calmon - Ex Ministra do STF

Viver é Perigoso