quinta-feira, 2 de março de 2017

MOMENTOS MÁGICOS



Viver é Perigoso

QUEIMANDO O PATRIMÔNIO


Continuam errando e desfazendo de importantes imóveis pertencentes ao município do Itajubá, ou seja, do povo.
Segundo o Edital de Concorrência Pública 01/2017, no dia 8 de março, a prefeitura vai tentar vender mais uma série de imóveis.

Os responsáveis pela Administração Municipal, que num passado próximo, execraram publicamente o então Prefeito Dr. Jorge, por ter apenas pensado em desfazer do prédio, onde funcionou a Cabelte, pertencente ao município, segue queimando em leilões o patrimônio público.

A insistência da Prefeitura de Itajubá em se desfazer de imóveis do município vem dando o que falar. Somente uma situação desesperadora poderia justificar a venda de prédios e terrenos do município. Imaginamos não ser o caso.

Não aceitamos, nós conservados dinossauros, e temos nos manifestado sobre o assunto no decorrer dos tempos, o simples desfazer de bens públicos para reforço de caixa.
Definitiva confirmação de incapacidade administrativa.

Até aceitaríamos, dadas as condições caóticas da economia brasileira, gestos e ações criativas, como a troca dos imóveis listados para venda por projetos de construção de creches, reformas integrais de escolas e obras de infraestrutura, tudo em operações casadas.

Pior é que todos já imaginam quem serão os compradores.

Administrar dilapidando o patrimônio...como diziam na Boa Vista, é claro, até a minha Vó.

Continuamos em oração.

Viver é Perigoso

PARQUE MUNICIPAL

Deu no "Viver é Perigoso" de 28 de dezembro de 2015

"...Foi aprovado pela Câmara Municipal o Projeto de Lei 4065/2015, que diz em seu Artigo 1º :
Fica o Poder Executivo autorizado a conceder direito real de uso de bem público municipal, qual seja, terreno com área de 120.187,00 m², imóvel com origem no livro 02, sob a matricula nº 40.250, de 12 de novembro de 2013, localizado no prolongamento da Avenida Dr. Jerson Dias, Bairro Estiva, Itajubá/MG, em favor de pessoas jurídicas de direito privado, selecionadas na forma da legislação vigente, destinando-se a implantação do Parque Municipal.
Durma-se com um barulho desses:
Deu no Jornal Itajubá Notícias que a PMI realizará, no dia 5 de janeiro/2016, licitação para a construção do parque, que deverá ter uma praça de convivência, bar/restaurante, academia ao ar livre, centro comercial com no mínimo 6 lojas, pista de caminhada, pista de skate, parede de escalada, campo de futebol society, área asfaltada para shows, pista de kart e centro de convenções. Atenção: concessão por 25 anos, podendo ser prorrogado.
Ah ! toda a infraestrutura, de iluminação, água, esgoto, etc, ficará por conta e responsabilidade do município.
Muito embora, segundo o jornal, a Prefeitura tenha estabelecido um valor mínimo de R$ 300 mil para o negócio, na realidade estarão "dando" para alguma empresa ou grupo, 120.000 metros quadrados de área no BPS (ou seria Estiva)..."

Atualizando o acontecido para os dias de hoje. Atenção e juízo moçada com o escrito em negrito: "Toda a infraestrutura, de iluminação, água, esgoto, etc, ficará por conta e responsabilidade do município". 
Que tal a publicação de um relatório completo sobre o assunto, tipo: Não consideração do projeto doado pela Helibrás, total do material utilizado, como brita, cimento, máquinas/hora. mão de obra. Pelo visto trata-se de uma PPP. Qual a participação do investidor privado ?
Isso se chama transparência. 
Ficaria bom para todo o mundo.

Viver é Perigoso

CONFISSÕES NA QUARESMA


STF renova o suprimento de oxigênio de Pimentel. Oxigênio dos inimigos do Governador mineiro começa a ser racionado. Primeiras confissões na Matriz de Soledade.

Clarin da Boa Vista  

MEDIDA BURRA


No dia 23 de janeiro de 2013, a presidente Dilma Rousseff fez um pronunciamento em cadeia nacional para anunciar a prometida redução nas contas de luz em todas as regiões do País. Ela apresentou a medida como sendo o final feliz de sua política para o setor elétrico.

Proximamente o consumidor sentirá na pele mais uma consequência da desastrada política de Dilma Rousseff. 

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou o pagamento na conta de luz de indenizações às transmissoras de energia elétrica, no valor de R$ 62,2 bilhões. O valor exato do reajuste, que vigorará a partir do mês de julho, ainda é desconhecido. O prazo, no entanto, já é conhecido. A cobrança da indenização na conta de luz durará pelos próximos oito anos.

Até 2025 o consumidor lembrará todo o mês da manobra eleitoreira de Dilma Rousseff na conta de luz.

Deu no Estadão.

Viver é Perigoso 

CANTINHO DA SALA

Jacob Lawrence
Viver é Perigoso

OS RETIRANTES


Viver é Perigoso

NÃO PERCA O SEU LATIM


Corruptio optimi pessima

A corrupção do melhor é a pior

S. Gregório

Viver é Perigoso