sexta-feira, 17 de novembro de 2017

PRESERVAÇÃO DA QUALIDADE DO ENSINO


Deu na Folha:

O governo de Michel Temer vai decretar uma moratória para impedir a abertura de novos cursos de medicina no país. O prazo será de cinco anos.
O ministro Mendonça Filho, da Educação, confirma a informação. Segundo ele, o decreto para a adoção da medida já está na mesa do presidente, que deve assiná-lo até o fim do ano.
"Há um clamor dos profissionais de medicina para que se suspenda por um período determinado a abertura de novas faculdades, em nome da preservação da qualidade do ensino", diz Mendonça.
Segundo ele, dois editais em andamento para a abertura de novos cursos, lançados ainda no governo de Dilma Rousseff, serão concluídos.

Blog: A notícia, possivelmente, influenciará as negociações da venda da Faculdade de Medicina de Itajubá.

Viver é Perigoso 

2 comentários:

Anônimo disse...

Que bom! Os doutores poderão aumentar o valor da consulta e o povo q se dane! Eu heim ! Já anda tão baratinho as consultas e remédios né?

Edson Riera disse...

Remédios,

A tendência a longo prazo é a melhoria do ensino e consequentemente, do atendimento. Imagino que um médico com mais conhecimento não tenha necessidade de pedir tantos exames. Daí, acontecerá uma redução nos custos.

Zelador