sábado, 25 de novembro de 2017

É A VIDA...


Cheguei antes das 7 horas para um exame médico. Em São Paulo, com convênio, o ambiente de espera é extremamente acolhedor, confortável e mesmo chic. 
Quase em seguida sentou de frente, numa poltrona distante 4 metros, uma jovem senhora de estimados 50 anos. Chegou, aparentemente preocupada e um pouco desarrumada.
A espera estimada é de 20 minutos. Não ultrapassa isso.
Disfarçando com o celular, que estava descarregado, concentrei -me em observar a Sra. Blonde, que abriu e dispôs sobre o assento ao seu lado uma bonita bolsa.
Sacou de um pequeno espelho e uma embalagem contendo um produto não identificado e um pequeno pincel. Fechou os olhos e com habilidade incomum, aplicou uma "mão" da tinta incolor, nos cílios.

Para ser sincero, passei a reconhecer que a Sra Blonde deveria ter um pouco mais de 40 anos de idade.

Voltou-se para a bolsa mágica, retirou um latinha acompanhada de uma espécie de esponja. Fazendo delicados trejeitos faciais, aplicou um pó, quase creme, em todo o rosto, com uma perfeita noção de sombras dignas dos grandes mestres da pintura.

Para ser sincero, passei a reconhecer que a Sra Blonde deveria ter um pouco mais de 30 anos de idade.

Voltou-se para a sua bolsa e de posse de um moderno tubinho de batom rosáceo, fez um biquinho a lá Brigite Bardot e transformou os seus lábios.

Para ser sincero, passei a reconhecer a Srta. Blonde deveria ter uns 28 anos no máximo.

Voltou-se para a sua caixa de ferramentas, ou melhor, para a sua bolsa, e com uma leve e anatômica escova, ajeitou suas mechas iluminadas. Fios longos e sedosos. Lembrei-me da pantera Farrah Fawcett.

Para ser sincero, passei a reconhecer que a Srta. Blonde deveria ter uns 25 anos no máximo.

O sinalizador digital indicou o número da sua senha, acreditei, pois ela ajeitou a bolsa e antes de se levantar, aspergiu alguma gotas de um perfume, suave, inebriante, discreto e de médio alcance. Levantou-se e flutuou até o setor de atendimento.

Para ser sincero, passei a reconhecer que a Srta Blonde ainda não deveria ter os seus 20 anos.

É a vida...

Viver é Perigoso 

4 comentários:

Anônimo disse...

Não é a Sra Blonde o problema é a sua cabeça e seus olhos....,😳

Anônimo disse...

Ué exame em Sampa? Consulta em Sampa? Vamos prestigiar o HE ? Tudo bem q agora sob nova adm vai melhorar e não vamos saber de médico operando a perna errada o ouvido errado o rim errado o zoio errado a língua errada , kkkkkkkkk, Brincadeirinha viu,? Bandida ! Te cuida aí Zelador , Sampa é Sampa! Fui

Edson Riera disse...

Fui,

Sempre que necessário faço exames na terrinha. O HE não atende o meu convênio.

Mas na terrinha temos muitos médicos de alto nível.

Grato,

Zelador

Edson Riera disse...

Seus Olhos,

Foi uma brincadeira.

Zelador