terça-feira, 31 de outubro de 2017

TEMPOS PARA ESQUECER


Todos têm acompanhado as comemorações dos 500 anos da Reforma Religiosa.

Pouco se tem falado no triste período da Contra-Reforma. De maneira bem simplificada:

Para tentar barrar o avanço do protestantismo, após a Reforma Protestante, o Papa Paulo III convocou um concílio para a cidade italiana de Trento. O Concílio de Trento foi realizado entre os anos de 1545 e 1563. Vários assuntos foram discutidos e várias ações entraram em execução.

Principais decisões tomadas :

Retorno da Inquisição - O objetivo era vigiar, perseguir, prender e punir aqueles que não estavam seguindo a doutrina católica. Milhares de protestantes, judeus e integrantes de outras religiões foram perseguidos e punidos pelo Tribunal do Santo Ofício.

Criação do Índice de Livros Proibidos (Index Librorium Proibitorium) - Relação de livros contrários aos dogmas e ideias defendidas pela Igreja Católica. Os livros apreendidos eram queimados. Quem fosse pego com materiais deste tipo receberia punições severas. Vários escritores, muitos deles cientistas, foram presos e condenados por escreverem livros com ideias não aceitas pelos católicos. Era uma forma de barrar o avanço de outras doutrinas e manter o controle cultural nas mãos da Igreja Católica.

Criação da Companhia de Jesus - os integrantes desta companhia eram os jesuítas. Estes foram encaminhados aos continentes africano, americano e asiático. Tinham como objetivo principal transformar os nativos em novos católicos, através da catequização (ensino da língua portuguesa, doutrina católica e hábitos europeus). Os índios brasileiros foram catequizados por jesuítas como, por exemplo, Padre Manoel da Nobre e José de Anchieta.

Viver é Perigoso


4 comentários:

Anônimo disse...

A quebra do monopólio é sempre um momento traumático, mas somos todos cristãos. Só muda algumas regras.

Edson Riera disse...

Regras,

Sem dúvida.

Zelador

Anônimo disse...

As vezes é preciso usar a força a violência , mas sao bobagens , o W importa é o resultado !😡😡😡😡😡

Edson Riera disse...

Anônimo,

O Cristianismo cresceu e expandiu quando submetido a forças. No caso, o debate foi entre os próprios cristãos.

Zelador