terça-feira, 31 de outubro de 2017

PARECE MAS NÃO É !


O ministro Gilmar Mendes, do STF, que está ficando conhecido como defensor dos fortes e opressores e também como protetor padrão de colarinhos brancos, concedeu habeas corpus suspendendo a transferência do ex-governador Sérgio Cabral para um presídio federal no Mato Grosso do Sul.

Tudo é relativo nas questões de espaço e tempo. 

Vivesse o Sr. Mendes em Chicago em 1931 e ocupasse função equivalente, possivelmente, o Sr. Alphonse Gabriel, condenado por crimes diversos a 11 anos de prisão e cumprindo pena em Atlanta, não tivesse sido transferido para Alcatraz. 

Também, possivelmente, o Sr. Alphonse "Al" Capone teria conseguido a sua condicional antes de 1939 e  ter ido morar em Palm Beach, na Flórida, como aconteceu. 

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Só queria entender de ê possível fazer um impeachement de um ministro, pode?

Edson Riera disse...


Pode ?

Segundo comentário anterior, o artigo 52 , inciso II da Constituição Federal , dá ao Senado a competência para julgar o impedimento de ministros do Supremo. Para a aprovação do pedido, é necessária uma maioria de dois terços.

Sim, existe uma esperança legal, porém com esse Senado ela escapa pelo ralo.

Zelador